Carro com prefeito de Duque de Caxias é alvo de tiros no RJ

Washington Reis estava com a sua comitiva quando veículo foi atingido na Baixada Fluminense. Ninguém ficou ferido, segundo a prefeitura

atualizado 29/10/2021 11:48

Washington Reis em reunião com o governador Cláudio Castro no dia em que se sentiu malDivulgação

Rio de Janeiro – O carro do prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, foi alvo de tiros na manhã desta sexta-feira (29/10), na cidade da Baixada Fluminense do Rio. Reis estava com sua comitiva no bairro Parque Paulista quando o seu veículo foi surpreendido por bandidos, que atiraram contra o carro, na altura da Rua Tolstoi.

Segundo a Prefeitura de Duque de Caxias, o prefeito visitava obras de pavimentação e drenagem na região no momento do incidente. Apesar do susto, o prefeito e sua equipe estão bem e não houve feridos.

Há dez dias, o carro do deputado federal Gutemberg Reis (MDB), irmão do prefeito de Duque de Caxias, também foi alvo de disparos em Xerém, distrito da cidade. O parlamentar não estava no veículo no momento que ele foi atingido, na manhã do dia 19 de outubro.

Um segurança conduzia o carro a caminho da casa de Gutemberg Reis para levá-lo ao aeroporto de onde voltaria para Brasília. O ataque aconteceu enquanto o segurança dirigia pela Estrada Rio do Ouro, na altura do Km 51, em Xerém.

Segundo a assessoria do deputado, o segurança revidou os disparos dos criminosos, que conseguiram fugir. A Polícia Militar disse que um terceiro veículo chegou a ser atingido pelos tiros, mas que ninguém se feriu. O caso foi registrado na 61ª DP (Xerém) e a investigação estava  sob sigilo.

Mortes de políticos em 2021

Duque de Caxias concentra um número grande de mortes de políticos na Baixada Fluminense. Só em 2021 já houve três execuções do tipo neste ano. O vereador Danilo Francisco da Silva, o Danilo do Mercado (MDB), foi o primeiro parlamentar local assassinado neste ano, em 10 de março. Depois, acabou executado em 12 de setembro o vereador e ex-policial militar Joaquim José Quinze Santos Alexandre, o Quinzé (PL).

O último assassinato na cidade foi do vereador Alexsandro Silva Faria, conhecido como “Sandro do Sindicato” (Solidariedade), no dia 13 de outubro.

Dos 72 assassinatos de parlamentares registrados em 2021, pelo menos 10 se deram no estado – sendo a maioria na Baixada Fluminense, onde houve 6 deles –, de acordo com levantamento do Observatório da Violência Política e Eleitoral da Unirio.

Mais lidas
Últimas notícias