Caixa libera saques do auxílio emergencial a nascidos em junho

Dinheiro da segunda parcela do auxílio foi pago em 18 de maio, mas só podia ser usado para compras, pagamentos e transferências

atualizado 10/06/2021 7:54

Saque do auxílio emergencialMarcello Casal Jr/Agência Brasil

Caixa Econômica Federal libera, nesta quinta-feira (10/6), saques e transferências da segunda parcela do auxílio emergencial de 2021 para trabalhadores nascidos em junho que não fazem parte do Bolsa Família.

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial, pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo consultaauxilio.cidadania.gov.br.

Os pagamentos da terceira parcela do benefício começam em 17 de junho para o público do Bolsa Família e, em 20 de junho, para os demais beneficiários.

O auxílio emergencial de 2021 é limitado a uma pessoa por família. Anteriormente, dois integrantes de um mesmo grupo familiar podiam se beneficiar, segundo legislação publicada pelo governo em abril.

Ministério da Cidadania prevê o pagamento de quatro parcelas mensais de R$ 250. Mulheres chefes de família monoparental, no entanto, terão direito a R$ 375 e indivíduos que moram sozinhos (ou seja, família unipessoal) receberão apenas R$ 150 mensais.

Auxílio e vacina

Na última segunda-feira (7/6), após reunião no Palácio do Planalto, o presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Carlos Melles, afirmou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, garantiu a manutenção do auxílio emergencial e as medidas de apoio a empresas, como o Benefício Emergencial (BEm), até que toda a população seja vacinada contra a Covid-19.

“Hoje, ele [Guedes] colocou aquilo que a gente esperava: o auxílio vai até o rebanho [população] estar vacinado. Essa foi a colocação positiva e boa que dá uma certa tranquilidade. A nossa previsão [do Sebrae] é que no fim de outubro, pelos estudos que fizemos, nós estaríamos com o rebanho vacinado”, disse Carlos Melles.

Últimas notícias