Cacique que liderava a maior tribo indígena do RJ morre com Covid-19

Domingos Venite estava internado na Santa Casa, hospital de referência, desde 23 de junho

atualizado 21/07/2020 13:08

Cacique DomingosReprodução/ TV Rio Sul

O cacique da comunidade indígena de Angra dos Reis (RJ), Domingos Venite, 68 anos, morreu em decorrência do coronavírus, na madrugada desta terça-feira (21/7). Ele era líder da tribo guarani Sapukai, a maior tribo indígena do Rio de Janeiro. As informações são do G1. 

Domingos estava internado na Santa Casa, hospital de referência para o tratamento da doença, desde 23 de junho. A tribo foi orientada pela Secretaria Municipal de Saúde a não realizar o ritual de falecimento e seguir as normas da Anvisa. O corpo do cacique será sepultado no cemitério da aldeia.

A Prefeitura de Angra decretou luto oficial de três dias pela morte de Domingos. O governo municipal informou ainda que 88 indígenas estão infectados pela doença.

Localização

A aldeia Sapukai está localizada a aproximadamente 6 km da Rodovia Rio-Santos (BR-101), na região de Bracuí. São cerca de 350 indígenas vivendo em uma área montanhosa cercada por mata Atlântica.

Últimas notícias