*
 

A BRF divulgou, nesta tarde de segunda-feira (5/2) comunicado sobre a Operação Trapaça, deflagrada nesta segunda pela Polícia Federal (PF), como desdobramento da Carne Fraca. A empresa diz que está “se inteirando dos detalhes” e colaborando com investigações para esclarecer os fatos.

“A companhia segue as normas e regulamentos brasileiros e internacionais referentes à produção e comercialização de seus produtos”, disse. Por fim, a BRF afirmou que permanece “inteiramente à disposição das autoridades, mantendo total transparência na interlocução com seus clientes, consumidores, acionistas e o mercado em geral”.

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda (5) uma nova fase da Operação Carne Fraca que tem como alvo um esquema de fraudes descoberto na empresa BRF, gigante do setor de carnes e processados. Desde as 6h são cumpridos 91 mandados decretados pela Justiça Federal, do Paraná.

Batizada de Operação Trapaça, 11 pessoas estão com ordem de prisão temporária e 27 de condução coercitiva. Os policiais cumprem ainda 53 mandados de busca e apreensão em unidades da BRF – dona da Sadia e Perdigão. O ex-presidente global da empresa, Pedro Faria, que ficou à frente do conglomerado de 2015 a dezembro do ano passado, foi preso nesta manhã.