Brasília e outras capitais têm atos contra os 55 anos do golpe militar

No dia 31 de março de 1964, militares assumiram o comando do país, dando início a um período de 21 anos no poder

ELLAN LUSTOSA/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDOELLAN LUSTOSA/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

atualizado 01/04/2019 12:28

Milhares de pessoas foram às ruas em diferentes cidades do Brasil para dizer “ditadura nunca mais”, no dia em que se completam 55 anos desde o golpe militar de 31 de março de 1964. Houve registro de manifestações em capitais, como Brasília (DF), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Belém (PA) e Recife (PE).

Os atos foram marcados por críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), ex-capitão do Exército que não reconhece ter havido ditadura no país.

O chefe do Executivo federal determinou a celebração da data por militares. Na sexta-feira (29/3), durante cerimônias, as Forças Armadas fizeram a leitura da ordem do dia com a versão militar sobre o momento histórico.

Embora a maioria das unidades militares tivessem lido o mesmo documento na sexta, no mesmo dia a Justiça Federal em Brasília proibiu que os quartéis promovessem “comemorações” da data. Nesse sábado (30), atendendo ao pedido da Advocacia-Geral da União, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) liberou as mobilizações dos militares.

Veja fotos das manifestações pelo Brasil:

Capital do país
Cerca de 500 pessoas ocuparam o Eixão Norte, no Distrito Federal, na manhã deste domingo, para protestar contra os 55 anos do golpe militar de 1964. Os manifestantes foram ao local vestidos de branco, com flores nas mãos e fotos de presos políticos desaparecidos na época do regime ditatorial.

Concentrado na altura da Quadra 108 Norte, o protesto foi marcado por performances artísticas que representavam, entre outros, os métodos de tortura aplicados por agentes do Estado. Cartazes com dizeres como “Ditadura não se comemora”, “Quem mandou matar Marielle?” e “Pelas vítimas da violência do Estado” também completaram o clima de indignação.

Veja fotos da manifestação em Brasília:

Últimas notícias