Bolsonaro pede a empresários para segurar o preço da cesta básica

O presidente pediu aos mercadistas para se possível reduzir um pouco, ainda mais, a margem de lucro, disse Flávio Bolsonaro

atualizado 17/06/2021 17:56

Presidente Jair Bolsonaro , durante apresentação das ações para desburocratização e atração de investimentos para setor de turismo 3Igo Estrela/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro pediu, nesta quinta-feira (17/6), a mercadistas para segurarem os preços de produtos da cesta básica. O apelo foi feito em almoço com empresários no Rio de Janeiro.

Após o almoço, que foi fechado, o filho do presidente, senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), afirmou que o pai falou sobre o empenho dos empresários.

“Ele reconheceu o grande sacrifício que já fazem; (pediu para) se possível reduzir um pouco, ainda mais, a margem de lucro. Demonstrou preocupação específica com produtos da cesta básica”, disse, segundo o Estadão.

“Porque a tendência, sabemos, é de aumentar o preço dos produtos de itens de primeira necessidade.”

Presente no encontro, o presidente da Associação de Supermercados do Estado do Rio (Asserj), Fábio Queiróz, disse à imprensa que os preços dependem da flutuação do dólar.

No almoço, Bolsonaro voltou a dizer que deve ampliar o bolsa Família e reajustar o valor para R$ 270, aumento aproximado de 50%.

Os empresários, por outro lado, pediram ao presidente agilidade na vacinação.

Últimas notícias