*
 

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), acompanhou, na tarde deste domingo (2/12), no estádio Allianz Parque, a partida entre Palmeiras e Vitória pela última rodada do Campeonato Brasileiro de 2018. O time alviverde venceu por 3 x 2, mas o resultado não fazia diferença, uma vez que o título já havia sido conquistado antecipadamente.

Vestindo camisa do time paulista, Bolsonaro, que é palmeirense, assistiu à partida no camarote da diretoria do clube paulista e, ao final do jogo, desceu ao gramado, onde entregou as medalhas aos jogadores e ao técnico Felipão, além da taça de campeão ao capitão Bruno Henrique.

Bolsonaro desembarcou às 13h40 no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, vindo em um voo comercial do Rio de Janeiro. Ele posou para fotos com a camisa do time e deixou o terminal às 14h25, sem passar pelo saguão de passageiros ou falar com a imprensa, que o aguardava do lado de fora em direção ao estádio. O carro com Bolsonaro foi escoltado por 14 motos da Polícia Militar e viaturas da Tropa de Choque até o estádio.

Nos primeiros minutos do jogo, iniciado às 17h, o presidente eleito publicou uma mensagem e um vídeo no Twitter a fim de parabenizar o Palmeiras pela conquista do título antecipadamente.

Redes sociais
A conselheira do Palmeiras e presidente da Crefisa (patrocionadora do time), Leila Pereira, também postou no Twitter uma foto com Bolsonaro. “Vejam só quem está por aqui. Bolsonaro é o primeiro presidente a acompanhar o jogo do Verdão no Allianz Parque. Foi uma honra colocar nossa faixa de decacampeão em nosso presidente Jair Bolsonaro”, escreveu.

Perguntado no sábado (2) sobre seu palpite, o presidente eleito havia apostado em 2 x 0 para o Palmeiras.

Semana do presidente eleito
Bolsonaro retorna a Brasília nesta terça-feira (4) para dar continuidade às reuniões do governo de transição e à montagem da equipe ministerial. Nesta semana, estão previstas reuniões do presidente eleito com as bancadas do MDB, PRB, PR e PSDB, junto com o ministro extraordinário da transição e futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

O presidente eleito espera decidir, nesta semana, o nome que ocupará o Ministério do Meio Ambiente. “[Nossa agenda] Continua. A gente espera que se resolva a questão do Ministério do Meio Ambiente. E, daí, fechou a questão”, respondeu Bolsonaro a uma repórter na entrada do avião ao embarcar para São Paulo. Até agora, 20 ministros já foram escolhidos.

Na semana passada, o futuro chefe do Executivo nacional havia adiantado que há “meia dúzia” de nomes sendo avaliados para a pasta. Bolsonaro ficará na capital federal até quinta-feira (6), quando voltará no fim do dia para o Rio de Janeiro.