Bebê de grávida baleada no Rio morre; jovem está em estado “muito grave”

Maiara Oliveira da Silva, grávida de cinco meses, foi atingida por um disparo de arma de fogo durante tiroteio no Complexo da Maré

atualizado 28/10/2020 15:46

Grávida de 20 anos é baleada durante operação da PC no Rio de JaneiroReprodução

O bebê de Maiara Oliveira da Silva, 20 anos, baleada durante a operação da Polícia Civil no complexo da Maré, no Rio de Janeiro, morreu nesta quarta-feira (28/10). Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou o óbito do feto e afirmou que a jovem, que estava com cinco meses de gestação do primeiro filho, está internada em estado muito grave.

Maiara foi atingida por um disparo de arma de fogo durante um tiroteio que, segundo as autoridades, teria começado quando os agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) tiveram uma pane no carro blindado e foram vítimas de emboscada por parte dos criminosos.

A polícia informou ainda que a jovem foi socorrida pelos agentes e levada para Hospital Evandro Freire, na Ilha do Governador.

O pai de Maiara, Alberon Sales da Silva, 48 anos, estava passando na rua quando foi avisado de que a filha havia sido baleada. “Minha filha estava vazando sangue”, disse, ao jornal Extra.

A operação

A força-tarefa realizada pela Polícia Civil busca mais de 100 suspeitos e mira integrantes da maior facção criminosa do Rio.

De acordo com a corporação, os agentes prenderam, nesta terça-feira, 21 pessoas. Também apreenderam fuzis; granadas; silenciadores; grande quantidade de drogas e material para embalar; mais de 50 carros roubados e diversas motos roubadas foram recuperados. Além disso, os agentes descobriram um depósito clandestino com 30 toneladas de produtos falsificados, como brinquedos, avaliados em R$ 20 milhões; e 200 mil mochilas falsificadas.

Últimas notícias