Bebê de 2 anos foi morta por espancamento; mãe é presa

Acusado de cometer as agressões, o padrasto está foragido. Caso ocorreu em São Pedro da Aldeia, no Rio de Janeiro

atualizado 29/10/2020 11:53

Reprodução/Polícia Civil

Nessa quarta-feira (28/10), foi presa pelos policiais da 125ª DP (São Pedro da Aldeia), uma mulher por estar envolvida na  morte de sua filha. Eloá Bittencourt Silva, de 2 anos, morreu no dia 15 de dezembro do ano passado, por parada cardiorrespiratória, após ser socorrida pela UPA de São Pedro de Aldeia. De acordo com os policias, a bebê morreu após ser espancada pelo padrasto.

A mãe da vítima, que tinha o costume de castigar as filhas com agressões físicas, sabia das agressões que sua filha sofria, mas nunca o impediu de cometer os crimes

Além de Eloá, tinham outras duas irmãs, uma de 6 e outra de 8 anos. A partir de julho do ano passado, o casal vivia em união estável e a vítima não era filha biológica do autor. No entanto, foi registrada por ele quando iniciou o relacionamento com a companheira.

Leia mais em O São Gonçalo, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias