BC exigirá conta ouro ou prata no gov.br para sacar valores esquecidos

Os três níveis de contas no portal do governo têm tipos de segurança e permissões diferentes para o usuário

atualizado 15/02/2022 11:59

Portal GovernoDivulgação/gov

O Sistema de Valores a Receber do Banco Central permite que os clientes consultem dinheiros “esquecidos” em bancos ou instituições financeiras. Para realizar o saque, porém, é necessário que o cidadão tenha uma conta de nível prata ou ouro no portal do governo.

Os três níveis de classificação no gov.br são bronze, prata e ouro, e refletem o grau de segurança e tipos de permissões para cada usuário. O tipo de conta pode ser consultado tanto no navegador, pelo site, ou no aplicativo, ao selecionar a opção “privacidade”. Em seguida, é necessário selecionar “Gerenciar lista de selos de confiabilidade” para autorizar o acesso e verificar a informação.

Veja abaixo os passos para avançar de nível:

Pelo aplicativo

0
  1. Abra o aplicativo no celular e faça o login na sua conta;
  2. Clique em “Aumentar nível”;
  3. Na sequência, o app te direcionará para as formas de validação disponíveis para o seu perfil.

Pelo navegador

0
  1. Faça login em sua conta no gov.br;
  2. Vá em “Privacidade” no menu lateral esquerdo;
  3. Em “Selos de Confiabilidade”, clique na opção “Gerenciar lista de selos de confiabilidade”;
  4. Na página seguinte, as informações pessoais de cadastro necessárias para o serviço serão apontadas. Clique em “Autorizar”;
  5. Depois disso, você sera direcionado a uma página que mostrará as confiabilidades que seu perfil possui e como pode adquirir outras.

O nível prata pode ser adquirido por meio de:

  • Cadastro via Sigepe — cadastro com validade em base de dados de servidores públicos da União;
  • Cadastro via validação biométrica — cadastro validado por Biometria Facial (Denatran);
  • Cadastro via Internet Banking (Banco do Brasil, Bradesco, Banrisul, Banco de Brasília, Caixa Econômica, Sicoob ou Santander).

Já o nível ouro pode ser obtido com:

  • Cadastro via validação biométrica — validação por Biometria Facial no balcão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE);
  • Cadastro via certificado digital — validação e autenticação compatível com as especificações da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-BRASIL).

Mais lidas
Últimas notícias