Conta de luz: bandeira da tarifa social segue vermelha 2 em outubro

Com isso, a cobrança adicional na conta de luz da tarifa social é de R$ 9,49 a cada 100 quilowatts/hora (kWh) consumidos

atualizado 24/09/2021 21:48

Usina Hidrelétrica do Paranoá e linhas de transmissão de energia elétrica próximas a barragem energia 10Igo Estrela/Metrópoles

Reflexo da crise que afeta os reservatórios das usinas hidrelétricas no Brasil, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou, nesta sexta-feira (24/9), que a conta de luz das famílias de baixa renda — incluídas na Tarifa Social — continuará com a bandeira vermelha 2.

Com isso, a cobrança adicional na conta de luz é de R$ 9,49 a cada 100 quilowatts/hora (kWh) consumidos.

Diferentemente dos outros consumidores, os de tarifa social são isentos de pagar a bandeira escassez hídrica, que entrou em vigor para os demais em setembro e deve permanecer até 30 de abril de 2022.

Desconto

Mesmo com a bandeira vermelha 2, as famílias de baixa renda continuam tendo direito a descontos nas tarifas, que varia de 10% a 65% de acordo com a faixa de consumo.

Últimas notícias