Após derrota do Flamengo, Eduardo Cunha dispara: “Tchau, querido”

Ex-deputado ironizou a derrota de Renato Gaúcho e usou o mesmo termo que virou ícone no impeachment de Dilma

atualizado 27/11/2021 21:32

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Comentador assíduo dos jogos do Flamengo no Twitter, o ex-presidente da Câmara dos Deputados e uma das figuras-chave do impeachment de Dilma Rousseff (PT), Eduardo Cunha (MDB) usou frase símbolo da queda da ex-presidente para o técnico do Flamengo.

Em tuíte publicado logo após a derrota rubro-negra na Libertadores da América, no Estádio Centenário, em Montevidéu (Uruguai), Cunha disparou contra o técnico Renato Gaúcho: “Tchau, querido”.

Veja post:

Tchau querido.

— Eduardo Cunha (@DepEduardoCunha) November 27, 2021

A frase original veio a público em uma conversa telefônica grampeada entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma, em março de 2016, quando o petista concluiu a conversa com: “Tchau, querida”. Dias depois, em 17 de abril, deputados votaram a favor da abertura do processo de impeachment.

Em agosto daquele ano, o impeachment de Dilma tornou-se realidade. Há três meses, Eduardo Cunha tinha usado a mesma frase para lembrar da data histórica, que completava 5 anos. Em 31 de agosto, Eduardo Cunha publicou: “Hoje completam 5 anos do afastamento definitivo da ex-presidente Dilma, pelo julgamento do Senado por crime de responsabilidade”, escreveu o ex-parlamentar no Twitter.

Mais lidas
Últimas notícias