Após cirurgia bariátrica, PM de 35 anos morre em Goiânia

Policial militar atuava no Distrito Federal. Segundo a família, ele se sentiu mal e teve dores após a operação

atualizado 01/04/2022 19:56

Reprodução/PMDF

Goiânia – O policial militar Thiago Alves Alkamim, de 35 anos, morreu após complicações de uma cirurgia bariátrica em um hospital da capital goiana. Ele atuava como cabo da corporação no Distrito Federal (DF), onde foi sepultado.

Segundo a família, Thiago faleceu na última terça-feira (29/3), no Hospital Anis Rassi, onde estava internado desde 23/3 para a realização da operação. Após a bariátrica, ele teria reclamado de dores.

“Na noite após a cirurgia, Thiago sentiu fortes dores abdominais, sede intensa e agitação. Ele foi avaliado duas vezes, inclusive pelo próprio cirurgião. A hemorragia só foi diagnosticada em uma fase muito tardia”, disse Abel Vieira, primo do policial e médico, ao portal G1.

Ainda de acordo com o parente, o militar pesava 162 kg quando fez a cirurgia. A família cobra detalhes do hospital sobre os tratamentos dados ao paciente após a operação e a causa da morte.

Em nota, a Polícia Militar do Distrito Federal lamentou a morte do cabo, que trabalhava no 1º Comando de Policiamento Regional. Ele foi velado e enterrado na quarta-feira (30/3), em Brazlândia.

Mais lidas
Últimas notícias