Apenas 36% dos matriculados frequentam aulas presenciais em Salvador

Desde a decisão de retorno das aulas presenciais, em setembro, a APLB-BA orientou manter o ensino híbrido para a rede municipal

atualizado 08/12/2021 16:18

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Pouco mais de dois meses após a retomada das aulas totalmente presenciais na rede municipal de ensino de Salvador, a gestão ainda não prevê números de evasão escolar. O secretário de Educação, Marcelo Oliveira, afirma que é difícil chegar a um número já que a rede não registrou retorno pleno dos alunos matriculados. O titular conta que apenas 36% dos estudantes compareceram às escolas na última sexta-feira (3/12).

Oliveira atribui a baixa adesão ao movimento da APLB-BA contra o retorno das aulas presenciais. Para o secretário, as famílias ficaram “aterrorizadas com a campanha que a liderança sindical fez” para que as crianças não fossem para as escolas. Além disso, ele também justifica que a demora da retomada das aulas presenciais atrapalhou e fez as famílias desistirem do ano de 2021, que só vão mandar as crianças para o presencial no próximo ano.

Leia mais no Bahia Notícias, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias