Apagão no Amapá: sistema elétrico não é infalível, diz diretor da Aneel

Segundo André Pepitone, o Relatório de Análise de Perturbação, com a causa do problema, fica pronto em 10 dias

atualizado 17/11/2020 14:47

Jefferson Rudy/Ag Senado

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone, afirmou nesta terça-feira (17/11) que nenhum sistema elétrico é infalível, mas que não vai aceitar negligência.

Segundo ele, a agência vai apurar as causas, apresentar medidas corretivas e aplicar punições aos responsáveis pelo apagão no Amapá. O relatório com a causa fica pronto em 10 dias.

“Nenhum sistema elétrico é infalível, é imune a intercorrência. O que não vamos aceitar é negligência. Somente o Relatório de Análise de Perturbação vai nos dar elementos para apurar a correta causa desse problema”, disse Pepitone, em audiência pública na Comissão Mista da Covid-19, no Senado.

“Não vamos apurar só as causas e apresentar medidas corretivas, vamos responsabilizar e aplicar punições”, acrescentou.

Segundo o diretor, o relatório deve ficar pronto em 10 dias. “Análise de perturbação é o documento que vai apontar tudo o que aconteceu no caso da subestação de Macapá”, afirmou. Pepitone disse que é com base nesse relatório que as ações serão tomadas.

0
Apagão

O Amapá sofre com apagão há 15 dias. Uma explosão seguida de incêndio atingiu um transformador de uma subestação de Macapá, segundo o Ministério de Minas e Energia.

O fogo danificou um transformador e atingiu os outros dois – um deles já estava inoperante por causa de manutenção realizada desde dezembro de 2019.

A crise energética desencadeou problemas no abastecimento de água, de combustíveis e de produtos nos mercados e provocou o adiamento das eleições em Macapá, que devem ocorrer, a princípio, nos dias 13 e 27 de dezembro.

 

Últimas notícias