metropoles.com

Anvisa suspende venda e uso de todos os alimentos da marca Fugini

A decisão da Anvisa também proíbe a fabricação, comercialização e distribuição dos alimentos da marca Fugini, de São Paulo

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução / Redes sociais
Imagem mostra produtos da marca fugini, alvo de suspensão da anvisa - Metrópoles
1 de 1 Imagem mostra produtos da marca fugini, alvo de suspensão da anvisa - Metrópoles - Foto: Reprodução / Redes sociais

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu, nessa quarta-feira (29/3), a venda e o uso de todos os produtos da marca Fugini, do grupo Fugita. A decisão da agência também proíbe a fabricação, comercialização e distribuição dos alimentos da marca.

A empresa se destaca pela produção de molhos de tomate, conservas vegetais e outros molhos, como maionese e mostarda. Segundo a Anvisa, a medida é preventiva e foi adotada após a realização de uma inspeção sanitária, que encontrou falhas graves de boas práticas de fabricação relacionadas à higiene.

2 imagens
Empresa admitiu erro em fórmula de maionese
1 de 2

A Anvisa suspendeu, nessa quarta-feira (29/3), a venda e o uso de todos os produtos da marca Fugini

Reprodução / Redes sociais
2 de 2

Empresa admitiu erro em fórmula de maionese

Reprodução

A fiscalização também identificou irregularidades na qualidade e segurança das matérias-primas, controle de pragas e rastreabilidade. A suspensão valerá até que a empresa adeque o processo de fabricação dos produtos às boas práticas de fabricação.

Matéria-prima vencida

Nesta quinta-feira (30/3), a Anvisa determinou o recolhimento de lotes de maionese da Fugini por terem sido comercializados com matéria-prima vencida.

O recolhimento afeta os potes de maionese a vencer em janeiro de 2023, com lote iniciando em 354, bem como produtos do alimento com validade determinada em janeiro, fevereiro e março de 2024.

“Conforme o Código de Defesa do Consumidor, alimentos vencidos, incluindo suas matérias-primas, são considerados impróprios para o consumo, e a sua exposição à venda ou ao consumo é considerada infração sanitária”, informa a Anvisa.

A empresa alimentícia Fugini admitiu ter usado corante vencido na produção de um lote de maionese. No entanto, a indústria informou que o percentual da substância imprópria para consumo é pequeno.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?