Adolescente recebe alta de UPA, mas morre horas depois, em casa

Em Cascavel, rapaz deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento às 2h50 e teve alta às 7h30. No início da tarde, a mãe o encontrou sem vida

atualizado 12/11/2020 9:13

Cristian Rodrigues de Oliveira, de 14 anos, faleceu algumas horas após receber alta da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no município de Cascavel, no Paraná. O adolescente deu entrada na UPA na madrugada de quarta-feira (11/11), foi liberado na manhã do mesmo dia, mas no início da tarde a mãe o encontrou desacordado. O Samu foi chamado, mas Cristian já estava sem vida.

Com os sintomas de dor de cabeça, febre e vômito, os familiares de Cristian acionaram os bombeiros às 2h50. Ele deu entrada na unidade de saúde, foi medicado e ficou sendo monitorado por médicos e foi liberado às 7h30 da manhã. A mãe, então, o levou para casa, no bairro Santo Onofre, e mais tarde o encontrou já morto.

O médico responsável pelo atendimento do adolescente, cujo o nome não foi divulgado, foi afastado preventivamente. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Cascavel informou que, além de ter fornecido todos os recursos necessários para que Cristian fosse devidamente atendido, tomará todas as medidas administrativas e legais para apurar a conduta do profissional diante do caso.

O Consórcio Intermunicipal Samu Oeste (Consamu), responsável pelo pedido de afastamento do médico, afirmou que vai apurar o caso rigorosamente e, a fim de que “o processo aconteça dentro de total lisura”, será realizada um comissão interna.

Segundo a mãe do garoto, Lourdes Rodrigues Oliveira, “o adolescente poderia ter sobrevivido se não tivesse sido liberado na situação em que estava”. Ela afirma que espera por justiça.

Últimas notícias