Respiração holotrópica propõe cura pela transcendência

Técnica foi desenvolvida pelos doutores Stanislav e Christina Grof, pesquisadores treinados em terapia psicanalítica

atualizado 07/08/2018 0:01

ISTOCK

É sabido que a respiração é poderosa e fundamental para controlar nossa mente, nossas emoções e nosso corpo físico. Mas, enquanto a maioria de nós não dá a devida importância a ela e respira de modo automático, saiba que existem algumas técnicas poderosas usando a respiração como única ferramenta.

“Holotrópico” vem do grego holo, que significa “todo”, e trepein – “avançar”. Então, holotrópico pode ser traduzido como “mover-se para a totalidade”.

A terapia por meio da respiração holotrópica (RH) foi desenvolvida pelos doutores Stanislav e Christina Grof, pesquisadores treinados em terapia psicanalítica. Enquanto pesquisavam os efeitos do LSD, os Grof se interessaram por estados expandidos ou incomuns de consciência e como eles poderiam ajudar a capacitar as pessoas a lidar com traumas. Eles procuraram desenvolver um método para alcançar uma experiência psicodélica via respiração, apenas para autoconhecimento e cura interior.

Segundo o site spire.com, a RH combina a respiração intensa para fazer com que os praticantes transcendam a consciência como uma forma de cura. Especificamente, a técnica holotrópica integra respirações curtas e intensas seguidas de respirações longas e profundas. Por causa disso, muitos a consideram como uma prática meditativa muito mais intensa.

Uma das dimensões mais originais e poderosas da RH é sua revolucionária cartografia expandida da psique humana, descrita por Stanislav Grof. As experiências ocorrem e a transformação acontece, não apenas na dimensão biográfica. Elas também abrangem o que Grof chama de dimensões perinatal e transpessoal da psique.

O perinatal inclui o reviver de nosso nascimento desde a concepção, no útero, através do canal e até o próprio nascimento. Nessa dimensão, assim como no nascimento, também é possível passar pelo poderoso episódio de cura conhecido nas tradições espirituais do mundo como o nascimento, morte e renascimento psicoespiritual. A dimensão transpessoal inclui os domínios dos arquétipos descritos por Carl Jung, bem como muitas outras experiências coletivas descritas pelas tradições espirituais mundiais e fenômenos não mapeados anteriormente por qualquer outra tradição.

Os benefícios de se praticar a RH são muitos. Como mencionado acima, desde que foi desenvolvida como uma maneira de os pacientes lidarem com traumas, a técnica tem se mostrado útil como uma ferramenta de psicoterapia, ajudando especialmente aqueles com comportamentos de fuga. Também se mostrou efetiva para diminuir a ansiedade em seus praticantes, trazendo sensação de calma e criatividade após cada sessão.

Além disso, houve relatos pessoais de consciência expandida e maior autodescoberta com esse método. Outros relatam um nível mais alto de confiança em si mesmo, liberação de estresse e ganho de clareza em questões pessoais com as quais lutam.

Mas atenção: segundo o site, a técnica não é recomendada para pessoas que são propensas a ataques de pânico, têm histórico de psicose ou aquelas que sofrem de pressão arterial alta ou baixa, glaucoma ou doença cardiovascular.

É interessante usar uma fonte natural e inata como ferramenta de cura. Será meu próximo desafio procurar um especialista para me conduzir da melhor forma e me ensinar a usar a técnica da respiração holotrópica.

Últimas notícias