*
 

Após a repercussão do caso do autônomo Pablo Ferrari, agredido por um funcionário da concessionária Tecar na última sexta-feira (5/5), a empresa se posicionou sobre a situação na noite desta segunda (8). De acordo com nota divulgada pela loja, o funcionário que aparece no vídeo foi advertido e afastado temporariamente. Além disso, a empresa registrou ocorrência policial contra o cliente por agressão verbal e ameaça.

“Lamentamos o fato ocorrido e o excesso de um de nossos colaboradores na lida da situação que se apresentou. Reforçamos que não admitimos comportamento de enfrentamento sob quaisquer circunstâncias e não acreditamos nessa forma como solução de controvérsias”, começa a nota.

Depois, os responsáveis pela empresa afirmam que o vídeo publicado por Pablo Ferrari nas redes sociais “reflete parcialmente a verdade dos fatos”. De acordo com a Tecar, o cliente agrediu verbalmente colaboradores da empresa e teria intimidado a gerente de vendas da loja. De acordo com a nota, “violência gera mais violência, e isso foi o que se deu na ocasião”.

A empresa alega ainda que não está em posse do veículo do autônomo e afirma que está tentando trazer o carro de Pablo, que está em Vila Velha (ES), de volta a Brasília, para que possa se pronunciar sobre o defeito do automóvel.

O funcionário que aparece no vídeo deve ficar afastado durante esta semana, para que seja feita a apuração dos fatos, afirma a concessionária. Por fim, a Tecar pede desculpas a Pablo Ferrari e aos demais clientes da empresa.

Confira a nota na íntegra:

Sobre o vídeo que circula nas redes sociais em que um de nossos colaboradores aparece em abordagem ao cliente, Sr. Pablo Ferrari, temos a dizer:

Lamentamos o fato ocorrido e o excesso de um de nossos colaboradores na lida da situação que se apresentou. Reforçamos que não admitimos comportamento de enfrentamento sob quaisquer circunstâncias e não acreditamos nessa forma como solução de controvérsias;

Advertimos e afastamos temporariamente o colaborador que se apresentou no vídeo para, no decorrer da semana, apurarmos com minúcias todos os fatos ligados e esse episódio;

Alertamos aqui que a cena gravada reflete parcialmente a verdade dos fatos, uma vez que as agressões verbais sofridas pelos colaboradores da empresa e, principalmente a intimidação feita pelo cliente a nossa gerente de vendas não vieram a público e foram esses fatos, que não nos exime de falta ou culpa, que explicam o popular conhecimento que violência gera mais violência, e isso foi o que se deu na ocasião;

Chamamos atenção para a informação de que não estamos e nem nunca estivemos de posse desse veículo para quaisquer averiguações técnicas. Reforçamos a informação que o veículo se encontra danificado em Vila Velha/ ES após ter sido guinchado e retirado de um banco de areia, ao contrário da aparência dada nas postagens. Estamos propondo a montadora e buscando a autorização para remoção do veículo até nossas dependências para termos a oportunidade de nos pronunciarmos formalmente acerca do defeito relatado pelo cliente;

Em razão das agressões verbais e ameaças aos funcionários, foi registrada pela empresa a Ocorrência de nº 6790/2017-0, para que a Autoridade Policial faça a rigorosa apuração dos fatos e adote as providências exemplares que o caso requer;

Prestados os esclarecimentos, a Tecar pede desculpas ao Sr. Pablo Ferrari, aos demais clientes da empresa e todos que tenham sentido desrespeitados ao ver as imagens do vídeo. Este momento é de reflexão e autocrítica para a direção da empresa e seus colaboradores, de forma a subtrair as lições necessárias para que fatos como esse não mais ocorram, o que frisamos, não fazem parte dos valores do grupo Tecar.

Relembre o caso
Na sexta feira (5), o autônomo Pablo Ferrari filmou o momento em que foi agredido por um dos funcionários da concessionária Tecar Fiat, na Asa Norte. Ao Metrópoles, ele afirmou que tinha ido ao local para pedir esclarecimentos quanto ao conserto de um veículo comprado na loja.

De acordo com o cliente, um dos funcionários o teria ameaçado e agredido ao perceber que estava sendo filmado. O vídeo foi publicado nas redes sociais e compartilhado mais de 60 mil vezes.

 

 

COMENTE

agressãoclienteocorrênciaConcessionária TecarPablo Ferrari
comunicar erro à redação