*
 

Uma professora que foi presa após a polícia descobrir que ela tinha uma caso com um aluno menor de idade decidiu abrir o jogo sobre o caso e colocou toda a culpa no garoto. Segundo Mary Beth Haglin, 24 anos, o menino tinha habilidades de sedução que a fizeram cair na lábia dele e manter o relacionamento.

“Eu sou a vítima. Foi ele quem me seduziu. Ele era tão inteligente, tinha o vocabulário tão elevado que era impossível não se apaixonar”, contou Mary ao programa Dr. Phil, comandado pelo psicólogo homônimo, que ficou conhecido por fazer participações no programa de Oprah Winfrey. Segundo a jovem, ela e o adolescente de 17 anos fizeram sexo quase todos os dias durante os seis meses que ficaram juntos.

“Ele me conquistou nos meus momentos de fraqueza e usou isso como vantagem. Eu sabia que era ilegal, não permitido, mas eu ignorei isso”, contou. “Quando eu percebi que as coisas tinham saído do controle e queria terminar tudo, ele começou a dizer: ‘Eu vou riscar um fósforo e queimar toda a sua vida'”, disse.

A professora foi presa em julho, mas pagou fiança e está em liberdade. Ela foi expulsa do colégio em que trabalhava. O julgamento está marcado para começar em novembro e se for condenada pode pegar dois anos de prisão.

 

 

COMENTE

professora
comunicar erro à redação