*
 

Em partida marcada por uma confusão que envolveu torcida e jogadores, Gama e Brasiliense ficaram no 1 a 1, na tarde deste domingo (12/3). Isso porque os primeiros 45 minutos de jogo foram de poucas ações. Reinaldo, aos cinco, e Felipe Assis, aos sete minutos, até deram esperanças de que a primeira etapa poderia ser agitada, o que não aconteceu. Foram poucos lances de perigo, todos isolados, com Souza e Luquinhas, pelo Jacaré, e Baiano, pelo Gama.

No entanto, o intervalo fez bem aos times, que balançaram as redes e deram vida ao clássico. Em cobrança de falta, Baiano rolou para Roberto Pitio abrir o marcador logo aos três minutos: Gama 1 a 0. O Jacaré não se abateu e igualou com Reinaldo, ao sete, após confusão na área alviverde: 1 a 1.

O jogo seguiu normalmente até que, aos 40 minutos, a partida foi paralisada devido a briga entre os jogadores. O atacante Nunes, do Brasiliense, acertou uma cotovelada em Dudu, que reagiu. Os demais atletas imediatamente invadiram o campo e deram início à confusão. Quando os ânimos pareciam estar se acalmando, a torcida invadiu o campo e o árbitro Almir Camargo acabou encerrando a partida mais cedo.

Números do clássico
O Brasiliense é o maior vencedor do clássico, com 19 vitórias. O confronto escreveu também na história 20 empates e 16 triunfos do Gama. Foram marcados 120 gols, sendo 66 pelo Jacaré e 54 pelo Periquito. O meia Iranildo, ídolo do Jacaré, é o artilheiro do duelo com 11 gols.

Reforço amarelo
O Brasiliense acertou a contratação do goleiro Andrey, de 33 anos. O atleta estava defendendo o Macaé na disputa do Campeonato Carioca. O reforço amarelo, que já atuou por Grêmio, Cruzeiro e Atlético-PR, se apresenta nessa segunda-feira (13).

Resultados da 9ª rodada

Sábado (11)
Ceilândia 1 x 0 Paracatu

Domingo (12)
Santa Maria 2 x 0 Formosa
Real 1 x 1 Sobradinho
Gama 1 x 1 Brasiliense
Brasília 0 x 5 Luziânia

Segunda (13)
Paranoá x Taguatinga – 10h – Bezerrão

Ficha técnica

Gama
Maringá; Dudu Gago, Pedrão, Rodrigo Bronzatti e Felipe Assis; Baiano, Everton (Jeferson Paulista), Eduardo e Michel Pires; Roberto e Alvinho (Paulinho)
Técnico: Reinaldo Gueldini

Brasiliense
Pereira; Patrick, Preto Costa, Welton e Mário; Lucas Zen, Aldo e Souza; Reinaldo(Guarú), Nunes e Luquinhas (Malaquias)
Técnico: Rafael Toledo (interino)

Gols: Roberto Pitio, aos 3, e Reinaldo, aos 7 minutos do segundo tempo.
Estádio: Bezerrão, no Gama
Árbitro: Almir Camargo
Público: 6.834 presentes
Renda: R$ 85.100

 

 

COMENTE

brasiliensegamaCampeonato Candangobriga entre torcidasbriga no clássico candango
comunicar erro à redação