*
 

Após polêmica com a classe artística e com o público, o Ministério da Justiça decidiu reduzir a classificação indicativa do filme “Aquarius”, baixando de 18 para 16 anos. Alteração veio após a distribuidora Vitrine Filmes entrar com recurso.

A primeira decisão foi publicada no Diário Oficial da União do dia 12 de agosto, o que fez com que ocorressem várias manifestações repudiando colocar o filme para maiores de 18 anos A alegação era de que o longa tem cenas de “sexo explícito e drogas”.

“Aquarius” (estrelado por Sônia Braga, na foto no alto) foi lançado mundialmente no Festival de Cinema de Cannes, em maio, e ganhou mais notoriedade quando a equipe e o elenco exibiram cartazes de protesto contra a movimentação política que afastou a ex-presidente Dilma Rousseff.

Na ocasião, Kleber disse sobre o assunto: “Eu não quero confabular teorias de que é uma decisão política, porque recebi o relatório dos responsáveis e o considerei profissional, supercompleto, e para o meu gosto, técnico até demais. Eles não parecem olhar para o filme como um todo”, ponderou.

 

 

COMENTE

cinemaaquariusclassificação indicativa
comunicar erro à redação