*
 

Os cerca de 200 manifestantes do Movimento Sem-Terra (MST) que invadiram, nesta quarta-feira (15/3), o Ministério da Fazenda deixaram um rastro de destruição no prédio. O Metrópoles teve acesso às dependências do edifício e pôde conferir como o local ficou todo quebrado.

A PM já havia antecipado que os invasores tinham danificado as dependências do Ministério, usando pedaços de pau e pedras. Vidros também foram quebrados. Há ainda pichações de “Fora Temer” por todo canto. O sétimo e o oitavo andares foram os mais destruídos. De acordo com o MST, 1,5 mil pessoas tiveram acesso ao local.

A entidade explicou que a ação fez parte do Dia Nacional de Mobilização e Paralisação Contra a Reforma da Previdência, organizado por movimentos sociais do campo e da cidade que integram as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Por volta das 15h, os integrantes do MST concordaram em desocupar o Ministério da Fazenda. Não houve confrontos nem feridos. O prédio foi invadido às 5h. A organização do evento anunciou no carro de som que todos sairiam do prédio e subiriam em marcha até a Rodoviária do Plano Piloto, finalizando o ato nesta quarta-feira (15).

Os sem-terra chegaram em quatro ônibus à capital federal, onde ocorrem diversos atos contra a Reforma da Previdência.

 

 

 

COMENTE

invasãoMinistério da Fazenda
comunicar erro à redação