*
 

Após ter o bufê de casamento cancelado por conta do fechamento da empresa La Provence, a contadora Larissa Karkour, 25 anos, imaginou que nunca mais viveria um drama parecido. Menos de um mês depois, no entanto, uma nova decepção: a empresa que ela contratou para a decoração da igreja, a Flores em Festas, também encerrou as atividades e o responsável afirma que não conseguirá realizar os serviços já contratados.

“Estou sem chão. Quando ocorreu a situação com o La Provence, fiquei até tranquila, porque achei que seria uma situação incomum. Aí, pouco tempo depois, isso acontece comigo de novo. Parece que hoje em dia um contrato não vale nada”, afirma.

Larissa Karkour ficou sabendo do fechamento da Flores em Festas por meio de um grupo de noivas, depois que o proprietário da empresa fez uma postagem no Facebook comunicando a decisão. No texto, ele afirma que os serviços estão sendo encerrados nesta segunda-feira (2/1) e diz que “devido a inúmeros problemas financeiros, não temos mais condições efetivar e cumprir os devidos contratos com clientes e credores”.

Reprodução

Após ficar ciente da situação, a contadora entrou em contato com o responsável pela Flores em Festas, mas afirma que ele não atende mais ligações nem responde mensagens. O casamento da Larissa Karkour está marcado para junho deste ano e ela ainda não decidiu o que vai fazer em relação à festa.

Só faltava uma parcela a quitar do pagamento de R$ 2,5 mil, dividido em quatro vezes e cobrado da contadora pelo serviço. Nesta segunda, ela registrou ocorrência na Polícia Civil, que investiga o caso. O Metrópoles entrou e contato com o proprietário da empresa mas, até a última atualização desta matéria, ele não havia respondido aos questionamentos da reportagem.

 

 

COMENTE

casamentofechamentoFlores em Festas
comunicar erro à redação