*
 

A Caesb divulgou nesta segunda-feira (19/9) as regiões que terão o abastecimento de água suspenso temporariamente em função da queda nos níveis dos dois principais reservatórios do Distrito Federal. A medida foi adotada, segundo a empresa, em função do longo período de seca e das altas temperaturas para preservar a reservação e evitar falta de água em maior proporção. No caso de Sobradinho I e II houve uma queda brusca nas áreas de captação de água.

Seguem as regiões afetadas:

Jardim Botânico – Fechamento: 10h30 (19/9) – Previsão de normalização: 7h de amanhã (20/9) – Endereços: ESAF, Solar de Brasília (Qd 03), Condomínio Jardim Botânico I ao IV, Quintas das Alvoradas, Quintas Interlagos, Quintas do Sol, Jardins do Lago, Bela Vista, San Diego, Mirante das Paineiras e Village Ecológico.

São Sebastião – Fechamento: 11h (19/9) – Previsão de normalização: 10h de amanhã (20/9) – Endereços: Bairro São José e Bairro São Francisco.

Planaltina (Mestre D´Armas) – Fechamento: 11h (19/9) – Previsão de normalização: 11h de amanhã (20/9) – Endereços: Condomínio Mestre D´Armas, Cond. Mansões Itiquira, Cond. Estância, Setor Habitacional Mestre D´Armas.

Sobradinho I – Fechamento: 1h (19/9) – Previsão de normalização: 24h de hoje (19/9) – Endereços: Qds 03, 05, 07 e 09.

Sobradinho II – Fechamento: 1h (19/9) – Previsão de normalização: 24h de hoje (19/9) – Endereços: Sobradinho II (Setores AR’s), Setor Habitacional Contagem, Condomínio Rio Negro e Cond. Recanto do Mene.

Além dessas áreas, no Vale do Amanhecer haverá redução de pressão, com normalização no período da noite. Por isso, o abastecimento será afetado.

A Caesb solicita aos moradores que, na medida do possível, façam uso racional da água, principalmente após o retorno do abastecimento, de forma a ajudar na recuperação plena e equilibrada do sistema.

A Companhia ressalta, ainda, ser fundamental que toda unidade usuária tenha reservatório (caixa d’água) de volume mínimo correspondente ao consumo médio diário, de acordo com o artigo 50 da Resolução da Adasa 14, de 27 de outubro de 2011, que estabelece as condições da prestação e utilização dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário no Distrito Federal.

A interrupção do abastecimento foi autorizada pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico (Adasa), que decretou estado de situação crítica no Distrito Federal, uma vez que os níveis dos dois principais reservatórios da capital do país estão abaixo de 40% da sua capacidade. A quantidade disponível para abastecimento tem duração estimada de 71 dias, caso não chova forte, e diante da possibilidade de faltar água, o governo decidiu adotar medidas para a restrição do consumo.

Além disso, o Governo do DF estuda a cobrança de uma tarifa de contingência, que estabelece um percentual extra para quem consumir acima do limite estabelecido.

 

 

COMENTE

racionamentoáguaCaesb
comunicar erro à redação