*
 

O futuro de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) será decidido a partir das 19h desta segunda-feira (12/9). Com exceção do peemedebista, os demais 513 deputados votarão o relatório do Conselho de Ética que pede a cassação do ex-presidente da Câmara dos Deputados. O resultado colocará um ponto final em um processo que se arrasta há 11 meses.

O atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), marcou a votação para uma segunda-feira, dia em que, normalmente, não há sessões deliberativas no plenário. Apesar disso, Maia garantiu que a votação terá o quórum. “Acredito em uma alta presença. A sessão está marcada há muito tempo”, disse, em entrevista ao “Fantástico”.

Eduardo Cunha é acusado de quebra de decoro parlamentar por ter mentido à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras. Em depoimento, o parlamentar disse que não possuía contas no exterior. No entanto, documentos do Ministério Público suíço mostram o nome do parlamentar em transações bancárias no país.

Relembre os fatos mais marcantes da “Saga de Eduardo Cunha”:

 

 

COMENTE

Eduardo CunhaCâmara dos Deputados
comunicar erro à redação