Tive contato com uma pessoa que está com Covid-19. O que devo fazer?

Ainda que os infectados vacinados não apresentem quadros graves, é importante tomar algumas medidas para evitar a disseminação do vírus

atualizado 03/01/2022 20:19

Espirro - coronavirusPixabay

Após os encontros, as viagens e os festejos que caracterizaram o final de 2021, é possível que surjam casos de Covid-19 entre pessoas próximas ou conhecidas com quem você tenha mantido contato nos últimos dias.

De acordo com informes feitos por laboratórios particulares e pela Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), a circulação do coronavírus no Brasil voltou a crescer após a chegada da variante Ômicron.

A infectologista Maria Isabel de Morais Pinto, da rede de saúde Dasa, afirma que, ainda que os quadros clínicos agora não sejam tão graves quando acontecem entre vacinados, é necessário estar atento para a possibilidade de transmissão do vírus e, por isso, o mais indicado é realizar um exame para confirmar ou descartar a suspeita.

O exame mais indicado para o diagnóstico é o teste PCR, que deve ser feito ao menos cinco dias após o contato com a pessoa infectada. “A circulação do vírus pode alcançar outros com proteção menor, seja por não estarem vacinados ou por uma má resposta do sistema imunológico”, explica a médica.

Maria Isabel sugere que, além do teste para Covid, seja realizado também o exame para o vírus influenza, já que os dois têm sintomas parecidos e estão circulando intensamente no Brasil.

“É necessário que a pessoa faça o teste tanto da influenza quanto da Covid-19 porque a sintomatologia respiratória pode ser muito parecida. É importante que a pessoa seja diagnosticada corretamente até porque existe a possibilidade de ela estar infectada pelos dois vírus ao mesmo tempo”, afirma.

Isolamento mesmo para assintomáticos

Em seguida, caso a infecção por Covid-19 seja confirmada, a pessoa deve cumprir um isolamento de dez dias para evitar transmitir o vírus para outros. Neste período, ela precisa avisar todos aqueles com quem tenha tido contato antes do diagnóstico sobre a possibilidade de que eles também tenham sido infectados.

Maria Isabel de Morais Pinto comenta que o Centro de Controle de Doenças (CDC), órgão de saúde dos Estados Unidos, fez novas recomendações neste sentido, reduzindo o período de isolamento nos Estados Unidos de dez para cinco dias e que as mesmas orientações deverão ser adotadas no Brasil em breve.

0

 

 

 

Mais lidas
Últimas notícias