Professora do DF desabafa sobre morte de duas irmãs por Covid-19

A família da artista e professora Ruth Santana mora em Manaus. Ela denuncia situação caótica da saúde no estado

atualizado 24/04/2020 18:10

Em uma semana, duas irmãs da artista e professora Ruth Santana, moradora do Distrito Federal há 35 anos, faleceram por conta do coronavírus em Manaus.

No último sábado (18/04), Lúcia Maria Guimarães Lee, 70 anos, foi internada em um hospital particular na capital amazonense com sintomas da Covid-19. Na segunda-feira (20/04), Ângela, outra irmã de Ruth, foi encontrada morta, em casa. A mulher apresentava sintomas de coronavírus. Nesta sexta (24/04), Lúcia faleceu. Outra irmã da professora começou a apresentar sintomas como febre alta, dor de cabeça e vômitos e foi encaminhada para hospital no mesmo dia.

“A morte se alojou em todo o Amazonas. Familiares me disseram que não há leitos e equipamentos na rede pública. Minha sobrinha, que mora em São Paulo e foi para Manaus cuidar da mãe, diz que o estado está um caos”, conta Ruth.

Nas redes sociais, a professora faz um apelo: “Se cuidem e cuidem dos seus familiares. Isolamento social não é bobagem! É a única (talvez 80% segura) maneira de nos mantermos sadios e longe desse perigo que assola a humanidade. Não é besteira. Não é balela. Não é golpe. Não é politicagem. NÃO É UMA GRIPEZINHA! NÃO É!!!! É REALIDADE. O perigo nos espreita. Usem máscaras pelo amor dos Deuses! Mantenham distância das pessoas quando forem ao mercado, farmácia e etc…”

Últimas notícias