*
 

As autoridades de Dublin, Irlanda, colocaram um ponto final em uma morte que chocou a cidade. Milly Tuomey, 11 anos, foi encontrada em estado crítico no quarto dela após tentar suicídio. Ao ser levada para o hospital, ela não resistiu e morreu. Segundo os investigadores, a garota já dava sinais que ia se matar por estar insatisfeita com o próprio corpo.

Dois meses antes de se matar, Milly postou uma foto no Instagram e escreveu que queria morrer em um dia específico. A irmã mais velha dela e a diretora escola conversaram com os pais da garota sobre o post. Eles, então, levaram a menina ao médico. A jovem teria dito ao especialista que estava insatisfeita com a aparência e que pensava em se machucar.

Logo depois, os pais a levaram a um psiquiatra, que passou remédios e indicou terapia. Em seguida, encontraram um diário com intenções suicidas. “Ela se cortou e escreveu com o sangue: ‘Garotas bonitas não comem'”, contou uma das investigadoras, segundo o jornal Daily Mail.

A família estava atenta ao comportamento da jovem. Em 1º de janeiro de 2016, após o jantar, a menina decidiu ir para o quarto. Horas depois, foi encontrar quase morta. “Anos atrás isso seria inimaginável. Agora, o suicídio está aumentando em crianças”, afirmou a investigadora. Os familiares não foram culpados pelas autoridades porque seguiram todos os procedimentos necessários.

 

 

COMENTE

irlandaMilly Tuomey
comunicar erro à redação

Leia mais: Mundo