Fusão de buracos negros pode criar bolhas destruidoras de Universo

O fato de o universo ainda existir sugere que as bolhas de verdadeiro vácuo são raras, se é que elas existem de todo, diz cientista

atualizado 29/11/2021 17:11

Reprodução

Há indícios na física de partículas de que nosso universo pode não estar no estado de menor energia possível — em vez de um verdadeiro vácuo, ele pode estar em um estado chamado de falso ou vácuo metaestável. Se qualquer parte do universo entrasse em um verdadeiro vácuo, as leis da física como as conhecemos entrariam em colapso dentro daquela bolha de vácuo, que se expandiria à velocidade da luz e eventualmente engoliria tudo.

Algumas pesquisas sugeriram que a extrema gravidade perto de um buraco negro poderia criar uma espuma de pequenas bolhas de vácuo. Se essas bolhas caíssem imediatamente no buraco negro, no entanto, esse processo poderia ocorrer sem destruir o universo.

Rostislav Konoplich, do Manhattan College, em Nova York calculou o que poderia acontecer se essas bolhas de vácuo se formassem na região entre dois buracos negros que colidem.

“Na região entre os horizontes de colisão dos buracos negros, você tem uma atração gravitacional de ambos os lados se equilibrando, então talvez por um curto intervalo de tempo a bolha possa existir ‘ensanduichada’ entre os dois buracos negros”, disse Konoplich.

Leia mais no Socientífica, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias