metropoles.com

Ação na casa de Trump buscava papéis sobre armas nucleares, diz jornal

De acordo com o jornal The Washington Post, agentes revistaram a casa do ex-presidente em busca de documento ultrassecretos

atualizado

Compartilhar notícia

Win McNamee/Getty Image
Presidente Trump sem mascara na casa branca - Arrives Back At White House After Stay At Walter Reed Medical Center For Covid
1 de 1 Presidente Trump sem mascara na casa branca - Arrives Back At White House After Stay At Walter Reed Medical Center For Covid - Foto: Win McNamee/Getty Image

A operação do FBI, polícia federal norte-americana, na residência do ex-presidente Donald Trump na última segunda-feira (8/8) buscava documentos confidenciais relacionados a armas nucleares e outros itens, de acordo com o jornal The Washington Post.

A informação foi fornecida por fontes próximas à investigação, que não deram mais detalhes sobre quais elementos os agentes procuravam, nem se o armamento se tratava de itens pertencentes aos Estados Unidos ou outro país. Também não foi informado se tais documentos foram recuperados.

Especialistas ouvidos pelo jornal apontam que a busca, considerada incomum, ressalta a preocupação do governo com as informações contidas no material e o risco de caírem em mãos erradas. O dados são sensíveis e geralmente restritos a poucas pessoas.

“Se isso for verdade, isso sugere que o material que reside ilegalmente em Mar-a-Lago [resort onde Trump vive] pode ter sido classificado no mais alto nível de classificação”, destacou David Laufman, ex-chefe da seção de contrainteligência do Departamento de Justiça.

“Se o FBI e o Departamento de Justiça acreditassem que ainda havia materiais ultrassecretos em Mar-a-Lago, isso levaria a uma maior motivação de ‘cabelos em pé’ para recuperar esse material o mais rápido possível.”

O FBI e o Departamento de Justiça se negaram a comentar a reportagem. O procurador-geral Merrick Garland afirmou que não poderia falar sobre a investigação, mas disse em pronunciamento que autorizou pessoalmente a permissão para o mandado de busca.

A fala do procurador ocorreu momentos após advogados do Departamento de Justiça solicitarem a divulgação do conteúdo do mandado. “O claro e poderoso interesse do público em entender o que ocorreu sob essas circunstâncias pesa muito a favor da abertura”, ressaltam.

Buscas na casa de Trump

Banido das grandes redes sociais desde seu embate contra o sistema eleitoral norte-americano em 2021, o magnata Donald Trump, ex-presidente do país, usou sua própria plataforma para anunciar, na noite de segunda, que o resort de luxo onde ele vive foi alvo de uma operação de busca e apreensão realizada pelo FBI.

“Estes são tempos sombrios para nossa nação, pois minha bela casa, [o resort Mar-A-Lago, na Flórida], está atualmente sitiada, invadida e ocupada por um grande grupo de agentes do FBI”, escreveu Trump. “Nada parecido com isso jamais aconteceu com um presidente dos Estados Unidos antes. Depois de trabalhar e cooperar com as agências governamentais, essa invasão não anunciada em minha casa foi desnecessária e inapropriada”.

Trump entrou na mira das autoridades federais dos EUA após uma comissão no Congresso do país, uma espécie de CPI, encontrou indícios de participação do ex-presidente na tentativa de insurreição em 6 de janeiro do ano passado, quando o prédio do Capitólio foi invadido por militantes insatisfeitos com o resultado da eleição vencida por Joe Biden. A invasão não teve sucesso em impedir a confirmação da vitória do atual presidente, mas fragilizou a democracia nos EUA e acabou com cinco mortos.

Compartilhar notícia

Todos os direitos reservados

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?