Bolsonaro não participa do coquetel na posse de Lacalle Pou

A cerimônia contou com a presença do rei da Espanha e de vários chefes de Estado que prestigiaram a troca de comando do país

atualizado 02/03/2020 9:41

Enviada especial a Montevidéu (Uruguai) – Sem interação com chefes de Estados e representantes de outros países que prestigiaram a posse do novo presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, o mandatário brasileiro Jair Bolsonaro (sem partido) deixou de participar do coquetel servido aos convidados, logo após os cumprimentos na Praça Independência, na tarde desse domingo (01/02/2020), em Montevidéu.

O presidente, a primeira-dama, Michelle, e sua comitiva, deixaram o local logo após os cumprimentos oficiais e seguiram, duas horas antes do previsto, para a casa do embaixador do Brasil no Uruguai, Joao Carlos De Souza-Gomes, onde estava planejado um jantar para as 19h.

Entre as autoridades presentes na recepção, estavam o rei da Espanha, Filipe VI, além dos presidentes da Colômbia, Iván Duque; do Chile, Sebastián Piñera; e do Paraguai, Mario Abdo Benítez – todos com orientação política mais à direita.

Antes das 18h, Bolsonaro estava na casa do representante brasileiro, onde permaneceu até as 20h20. Em seguida, saiu sem falar com a imprensa em direção à Base Aérea, para iniciar o voo de volta para o Brasil.

Apesar do adiantamento do presidente, o jantar foi servido na hora marcada: 19h. Havia a previsão de que o presidente desse entrevista, o que não ocorreu. Bolsonaro e sua comitiva saíram escoltados pela porta dos fundos da residência do embaixador.

Na passagem de Bolsonaro pelo Uruguai, ele pouco se manifestou. Ao chegar, foi direto para o Palácio Legislativo, onde ocorria a cerimônia de Compromisso de Honra e Declaração de Fidelidade do novo presidente. O evento foi conduzido pelo ex-presidente do país Pepe Mujica, que foi o senador mais votado nas últimas eleições.

Ao sair, o chefe do Executivo brasileiro parou alguns minutos para saudar apoiadores que gritavam o seu nome do outro lado da rua. Logo após, entrou no carro e seguiu.

Ao chegar ao local da segunda cerimônia, Bolsonaro sentou-se ao lado do rei da Espanha, Felipe VI. Próximo a eles, estavam o presidente do Chile, Sebastián Piñera, e o do Paraguai, Marío Abdo Benitez.

Em um dia de muito calor em Montevidéu, o presidente brasileiro acabou recebendo um chapéu Panamá para usar durante a cerimônia ao ar livre e proteger-se do sol.

Últimas notícias