Ceni diz que não treinaria o Corinthians por rivalidade com o São Paulo

Em entrevista a programa de televisão, o técnico do Fortaleza disse que torcida do timão não teria paciência com resultados ruins

atualizado 17/09/2020 18:40

Após a demissão de Tiago Nunes do comando técnico do Corinthians, o presidente Andrés Sanchez não descartou a possibilidade de Rogério Ceni vir a se tornar treinador do timão. Mas em entrevista ao programa Bola da Vez, da ESPN Brasil, o técnico do Fortaleza praticamente rechaçou a ideia.

“Primeiro: eu acho que não haverá um convite de Corinthians e Palmeiras para mim. O Galiotte mesmo disse uma vez que não seria conveniente. E acho que ele tem total razão. Eu tenho total respeito pelas duas entidades, mas seria levada essa rivalidade que existiu durante 18, 19 anos que eu fui titular do São Paulo”, ponderou.

“Eu vou dizer uma coisa: se acontece comigo o que aconteceu com o Tiago Nunes… Aliás, não aconteceria nem 15% de uma campanha ruim porque o torcedor mais apaixonado nunca vai entender. E eu compreendo isso perfeitamente e até admiro porque é admirável da parte do torcedor ser tão fiel, como diz o nome da sua torcida. E também a minha fidelidade ao São Paulo. Nesse caso é muito recente. Eu não digo nunca, não posso dizer nunca. Mas acho que não é compatível no momento eu trabalhar no Corinthians ou no Palmeiras. Talvez não caiba analisar isso nesse momento”, encerrou.

Vale lembrar que o técnico já treinou São Paulo e Cruzeiro e não foi bem nos dois trabalhos. O treinador se firmou no Fortaleza na última temporada e segue com trabalho estável. O time do Ceará é o 10º colocado do Brasileirão.

Vídeos
Últimas notícias