Vigilante de escola no DF é a 9ª vítima da categoria a morrer com Covid-19

Hoje, a capital tem 107 vigilantes infectados. Eles trabalham em escolas, bancos, hospitais e atuam na segurança das empresas e da população

Com 107 infectados, a categoria de vigilantes perdeu mais uma vida para o coronavírus no Distrito Federal. Reginaldo Silva Lima (foto em destaque), 45 anos, morreu no último sábado (11/7) e se soma à triste marca como o nono profissional a sucumbir à doença.

De acordo com o Sindicato dos Empregados de Empresas de Segurança e Vigilância (Sindesv-DF), Reginaldo trabalhava na empresa Confederal e prestava serviço na Escola 53 de Taguatinga. Ele estava internado no Hospital de Santa Maria, mas não resistiu.

Os documentos e provas de que Reginaldo morreu em decorrência da Covid-19 só chegaram à categoria nesta segunda-feira (13/7), quando o sindicato recebeu a certidão de óbito.

Nesta segunda-feira (13/7), o número de casos confirmados do novo coronavírus no Distrito Federal voltou a aumentar, após um fim de semana com mais de 3 mil casos confirmados em 48 horas. Agora, a capital do país soma 72.284 infectados e 851 mortes entre pacientes da Covid-19.

1/3
No DF, 39 pessoas morreram de coronavírus em casa
Paciente com coronavírus chega ao Hospital de Base
Teste para detecção da Covid-19