O ex-deputado distrital Washington Mesquita (PTB) foi nomeado subsecretário do Idoso. A informação foi confirmada pelo assessoria de Comunicação do governador Ibaneis Rocha (MDB). A área fica sob o guarda-chuva da “supersecretaria” da Justiça. Nas eleições de 2018, ele teve 6.706 votos e ficou na suplência de sua colega de partido, Jaqueline Silva

No Diário Oficial dessa quarta-feira (9/1), a nomeação do ex-parlamentar saiu como coordenador da Subsecretaria de Políticas dos Direitos Humanos, mas, segundo Mesquita “houve um erro”. Ele é o quinto distrital derrotado nas eleições acomodado pelo emedebista no GDF.

Reprodução/DODF

 

Ao Metrópoles, Mesquita disse que conversará com Ibaneis para entender como os idosos estão sendo atendidos em hospitais e se estão recebendo remédios em farmácias de alto custo”. Ele também disse que pretende “trazê-los para mais perto da sociedade”, comentou.

O subsecretário afirmou que pretende construir um hospital do idoso sem filas e com atendimento especializado e centro de convivências, que ofereçam ginástica, danças e oficinas. “Também queremos fazer um programas de inclusão digital. É uma forma de eles trabalharem não só a mente, mas o corpo também”, explicou.

Mesquita teve mandato legislativo entre 2011 e 2014. Foi candidato nas últimas eleições, mas não se elegeu. Ele também é membro da coordenação de Pentecostes, evento religioso que reúne milhares de pessoas no Taguaparque, em Taguatinga.

Secretaria do Idoso
A pasta foi criada no governo de Agnelo Queiroz (PT). No primeiro mês de mandato, o sucessor, governador Rodrigo Rollemberg (PSB), extinguiu o órgão e o transformou em secretaria adjunta da Secretaria de Estado do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh).

Após ser eleito, Ibaneis havia sinalizado a ideia de criar uma secretaria só para cuidar dos idosos, mas desistiu.