metropoles.com

Quem é o cafetão baleado e queimado vivo por “dono” da sereia do sexo

A vítima foi atraída para a morte após o namorado da prostituta descobrir que o cafetão marcava uma série de encontros sexuais para a jovem

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
Homem de boné e óculos
1 de 1 Homem de boné e óculos - Foto: Reprodução

A relação doentia entre a garota de programa Ana Clara Silva dos Santos, de 20 anos, e o criminoso Antônio Pereira Martins, 65, arrastou para uma morte bárbara o cafetão Glaudêncio Santos, 41. Ele foi atraído para uma emboscada, após o namorado da prostituta descobrir que o agenciador marcava uma série de encontros sexuais para a jovem.

O crime macabro motivado por ciúmes e vingança foi desvendado por investigadores da 26ª DP (Samambaia) da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). Glaudêncio foi levado até o lixão do Morro do Sabão, no Parque Gatumê, em Samambaia, sob o pretexto de fazer uma oferenda religiosa. O homem e a sereia do sexo tinham o costume de realizar rituais do tipo juntos, o que não despertou nenhuma desconfiança no cafetão.

A humilhação feita pelo criminoso contra o agenciador foi uma forma de castigá-lo. No local, Antônio torturou a vítima por alguns minutos, inclusive determinando que chupasse o cano da arma de fogo como penalidade pela excessiva quantidade de programas que ele agendava diariamente para a prostituta.

Veja imagens do cafetão torturado e morto pelo namorado da sereia do sexo:

 

0

“Micro-ondas”

Depois, a vítima foi baleada e queimada ainda viva, em meio a pneus, no chamado “micro-ondas”. A identificação foi dificultada devido ao estado do corpo, que estava completamente carbonizado. O namorado da garota de programa foi preso pelas equipes da 26ª DP em 28 de março. Antônio Pereira estava foragido desde 7 de fevereiro, data em que a prostituta foi presa.

De acordo com informações que chegaram à polícia, o homem abandonou a sua residência ao saber da possibilidade de ser preso e passou a transitar entre as regiões de Ceilândia, Taguatinga e algumas cidades no Entorno do DF. No dia 28 de março, a PCDF recebeu a informação de que ele havia voltado para Samambaia e foi até o endereço para capturá-lo.

No local, ao tomar conhecimento da presença policial, o homem se armou com uma faca e correu para um barraco, onde tentou tirar a própria vida com um golpe no pescoço e outro no tórax. Os policiais conseguiram intervir e prestaram os primeiros socorros. O criminoso foi levado a um hospital para receber atendimento médico.

Compartilhar notícia