Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Justiça condena dupla que assaltou mansão de chinês no Lago Sul

Crime ocorreu em fevereiro de 2021. Quadrilha que invadiu a casa da vítima vestia coletes da Polícia Federal e fez família refém

atualizado 26/11/2022 8:58

Bandidos usando colete da PF Reprodução/ Vídeo

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) condenou dois integrantes da quadrilha que usou coletes da Polícia Federal para assaltar a mansão de um empresário chinês no Lago Sul, em fevereiro de 2021. Wictor de Araújo Dias e Marcos Cardoso da Silva foram condenados a 16 e 21 anos de reclusão, respectivamente.

Vestidos de policiais federais, três homens invadiram a residência em 5 de fevereiro do ano passado e levaram dinheiro, relógios importados e duas barras de ouro.

O caso

A investigação identificou dois participantes do assalto. O primeiro foi preso em 8 de fevereiro de 2021, em cumprimento a mandado de prisão temporária. Apurou-se que foi ele quem planejou o crime, além de participar efetivamente da ação, vestido com colete da Polícia Federal. Ele não apresentava antecedente criminal, tem 38 anos e é morador de Taguatinga. Como não teve a prisão temporária prorrogada, foi solto.

Segundo as investigações, os criminosos começaram a planejar o assalto em dezembro de 2020. Nesse período, seguiram a vítima, o chinês Wang Jingyang, 43 anos, e conheceram seus percursos e rotina. Os encontros para preparação do assalto ocorreram no setor H Norte de Taguatinga, onde o primeiro participante identificado possui uma oficina mecânica.

O segundo assaltante foi preso em 12 de março. Ele tem 39 anos e gozava de prisão domiciliar à época do assalto, em razão de envolvimento com tráfico de drogas. Ele também trabalhava com reparos de veículos no setor H Norte de Taguatinga.

Mais dois suspeitos foram detidos em abril do ano passado. Um deles foi detido em um apartamento do Setor de Indústrias Gráficas (SIG). Em poder dele foi encontrado um revólver calibre 38, municiado. Ele tem 44 anos e já havia se envolvido em outros nove assaltos.  outro assaltante foi preso no Setor H Norte de Taguatinga. Ele tem 18 anos e não possui antecedente criminal. Segundo se apurou, ele auxiliou os comparsas na fuga. Os dois últimos ainda não foram julgados.

Relógios e ouro

Os três homens armados que roubaram uma mansão na QL 6 do Lago Sul miravam coleção de relógios de luxo, moedas internacionais e barras de ouro.

À polícia, Jingyang afirmou ser empresário do ramo de lâmpadas. Segundo os investigadores, a coleção dele contava com marcas luxuosas, como Rolex, Panerai e Patek Philippe. Alguns itens chegariam a custar R$ 200 mil.

Os criminosos fugiram com três relógios, US$ 20 mil, 10 mil euros e duas barras de ouro. O imóvel invadido pelos bandidos está sendo vendido por R$ 30 milhões.

Roubo

No dia do crime, três homens armados, usando coletes com o logotipo da Polícia Federal, invadiram a casa e fizeram uma refém. Segundo informações preliminares, dois seguranças estavam em frente à residência, na QL 6, quando foram rendidos pelos bandidos disfarçados de policiais.

Ainda de acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), dentro da residência, as vítimas foram amarradas enquanto o grupo levava objetos.

Mais lidas
Últimas notícias