Ibaneis sobre veto a shows no DF: “Trabalhando para vencer a pandemia”

Para tentar frear a taxa de transmissão da Covid, o GDF decidiu proibir a realização de eventos que potencialmente possam ter aglomeração

atualizado 12/01/2022 17:53

Hugo Barreto/Metrópoles

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), comentou a decisão tomada nesta quarta-feira (12/1) de proibir shows, festas e festivais com cobrança de ingressos na capital do país.

Novo decreto proíbe shows e festas com aglomeração no DF

Mesmo de férias, o chefe do Executivo local comentou a medida pelo Twitter. “Seguimos trabalhando para vencer a pandemia. No próximo domingo (16), vamos iniciar a campanha de imunização de nossas crianças, a princípio, com as 16,3 mil doses fornecidas pelo governo federal. Faremos a vacinação gradualmente”, escreveu.

Veja a publicação:

As novas medidas restritivas, publicadas em edição extra do Diário Oficial do DF (DODF), foram anunciadas em coletiva de imprensa pelo secretário-chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, e pelo governador em exercício do DF, Paco Britto (Avante).

Trata-se de uma reação para tentar reduzir a taxa de transmissão da Covid-19 na capital da República, que registra índice acima de 2,06.

“São medidas que precisam ser tomadas justamente para evitar uma questão mais dura e para que a população tenha consciência. Que todos façam sua parte para que possamos diminuir esses índices de transmissão e voltarmos à normalidade”, disse Gustavo Rocha.

“Então, neste momento, fica suspensa, no âmbito do Distrito Federal, a realização de eventos, shows, festivais e afins. Também se enquadram neste artigo, os eventos realizados em casas e estabelecimentos de festas que promovam a venda de ingressos ou cobrança de qualquer valor a título de contribuição dos convidados, ainda que o valor seja revertido em consumação”, explicou.

Covid-19: o que se sabe sobre a variante Ômicron até o momento:

0

 

 

Mais lidas
Últimas notícias