Após ministério dizer que adolescentes tomaram doses não recomendadas de vacinas, Ibaneis promete investigação

Segundo a pasta, este grupo só pode ser imunizado com a Pfizer, mas teria tomado doses de AstraZeneca, Janssen e Coronavac

atualizado 16/09/2021 21:06

Ibaneis Rocha em coletiva de imprensaRenato Alves / Agência Brasília

Após o Ministério da Saúde ter informado que adolescentes no Distrito Federal tomaram doses não recomendadas de vacinas contra a Covid-19, o governador Ibaneis Rocha (MDB) determinou a investigação do caso. Segundo a pasta, este grupo só pode ser imunizado com a Pfizer, mas teria tomado doses de AstraZeneca, Janssen e Coronavac. O chefe do Executivo local informou a decisão nesta quinta-feira (16/09), durante a posse da nova diretoria do Conselho de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Estratégico do DF (Codese-DF), na Asa Norte.

“Eu pedi que fosse feita a apuração”, pontuou. O secretário de Saúde, general Pafiadachi, está à frente da investigação. “O que o general me colocou é que deve ter sido algum erro no cadastramento”, contou. De acordo com Ibaneis, as equipes de saúde nos postos de vacinação receberam recomendações para aplicar somente doses da Pfizer nos adolescentes.

“A gente espera que tudo seja esclarecido na maior rapidez possível para dar tranquilidade à nossa população”, destacou.

O governador disse, ainda, que espera o fim da suspensão da vacinação dos adolescentes, recomendada pelo Ministério da Saúde, o quanto antes. Nesta sexta-feira (17/09), a pasta deverá fazer nova reunião sobre o tema. “Até porque não foi apontado nenhum erro. Nenhuma grave ameaça a esses adolescentes. Então, a gente espera retomar a vacinação a partir de amanhã [sexta-feira]”, comentou.

“Nós temos doses suficientes para vacinar o público de 13 anos de idade”, concluiu.

Últimas notícias