Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Sabrina Pessoa, Marcella Freitas, Carina Benedetti e Luiz Maza

Melissa estreia no universo NFT com seis modelos de calçados virtuais

Além de ser dono do item no metaverso, quem adquirir algum produto terá acesso a vantagens no mundo físico, como cupons de desconto

atualizado 11/05/2022 12:52

Sandália de plástico da marca Melissa com acabamento furta cor. O modelo é chamado de Possession e lembra as melissas que fizeram sucesso nos anos 1990. O sapato está em um fundo degradê colorido - MetrópolesMelissa/Divulgação

No que depender da Melissa, o NFT não será um “surto coletivo” com duração de meses. A marca brasileira acaba de estrear no metaverso, com sandálias e sapatos na versão de tokens não fungíveis. São seis modelos divididos em quatro categorias: rara, épica, mística e lendária.

Vem conferir!

Giphy/Melissa/Divulgação

O boom dos NFTs aconteceu no começo de 2021 e, desde então, marcas de moda têm tentado se lançar à frente para explorar as possibilidades do metaverso. No Brasil, a novidade ainda está engatinhando e, com essa estreia, a Melissa mostra que está atenta aos comportamentos dos novos consumidores.

A marca escolheu os modelos Flox, Stellar, Beach Slide, Flip Flop Free e Possession para dar o pontapé nesse tipo de proposta virtual. Cada um dos calçados possui uma quantidade limitada de NFTs disponíveis, todos desenvolvidos e certificados pela startup One Percent, líder em tecnologia blockchain na América Latina.

Ilustração com fundo roxo brilhoso com cinco modelos de sapatos da marca melissa, também coloridos. A peça publicitária divulga os calçados que viraram NFTs e estão disponíveis para compra no metaverso.
A Melissa escolheu cinco modelos clássicos da marca para estrear no metaverso

 

Arte com ilustração da marca Melissa. Na peça tem dois blocos de textos explicando o que são NFTs, token não fungíveis, e como eles funcionam.
Na divulgação da novidade, a etiqueta de calçados se preocupou em introduzir o consumidor brasileiro no universo dos tokens não fungíveis

 

Sandália de plástico da marca Melissa com acabamento furta cor. O modelo é chamado de Possession e lembra as melissas que fizeram sucesso nos anos 1990. O sapato está em um fundo degradê colorido.
Cada modelo da Melissa tem uma quantidade específica de NFTs disponível
Inovação e benefícios

Paulo Pedó, diretor-geral da marca, explicou que a Melissa se uniu ao Bergamotta Labs, o sistema de inovação Grendene, para lançar o projeto. O objetivo era “utilizar a tecnologia como ferramenta de conexão emocional entre a marca e seus fãs”.

Como o público ainda não está 100% adaptado ao metaverso, a empresa criou uma série de benefícios reais para atrair consumidores para os NFTs. Além de cupons de descontos, quem comprar as “sandálias virtuais” terá direito a produtos físicos exclusivos e visitas imersivas ao universo Melissa.

Poster de divulgação dos calçados da Melissa que foram transformados em NFT. Acima, modelo Stellar, na cor lilás e com partículas de glitter, e um texto que explica o benefício que o cliente receberá ao adquirir o criptoativo.
A Melissa é uma das primeiras marcas de moda brasileira a se aventurar no metaverso

 

Poster de divulgação dos calçados da Melissa que foram transformados em NFT. Acima, modelo Flip Flor, na cor rosa e com partículas de glitter, e um texto que explica o benefício que o cliente receberá ao adquirir o criptoativo.
Para atrair consumidores de NFTs, a empresa também dará benefícios “na vida real” como descontos e acesso exclusivo a produtos

 

Poster de divulgação dos calçados da Melissa que foram transformados em NFT. Acima, modelo Flox, na cor cinza furtacor e com partículas de glitter, e um texto que explica o benefício que o cliente receberá ao adquirir o criptoativo.
A Melissa acredita que a extensão da marca para o metaverso estreitará os laços com os consumidores

 

Sandálias da Melissa do modelo Possession em amarelo, lilás e laranja. O material delas é transparente, translúcido, nas cores citadas. Elas estão todas arrumadas uma ao lado da outra, em um expositor da marca.
A brasileira Melissa foi criada em 1979 e hoje está presente em mais de 70 países

 

Mulher negra com cabelos cumpridos posando para foto ao ar livre. Ela segura um espelho redondo, que reflete o céu azul e as nuvens brancas. Ela veste uma calça jeans clara, um body colorido e uma sandália da Melissa nas cores branco, azul e roxo.
A etiqueta é uma das mais populares no ramo dos calçados e acumula colaborações de sucesso com nomes como Karl Lagerfeld e Vivienne Westwood

 

Chinelo lilás translúcido da marca Melissa em um fundo vermelho
Para entrar no mercado de NFT, a Melissa escolheu seis modelos clássicos
Serviço

Os NFTs da Melissa já estão disponíveis para compra no site oficial da iniciativa. O pagamento pode ser feito por PIX ou cartão de crédito e, no futuro, a ideia é que se tornem moeda de troca para outros criptoativos. 


Para outras dicas e novidades sobre o mundo da moda, siga
@colunailcamariaestevao no Instagram. Até a próxima!

Colaborou Carina Benedetti

Mais lidas
Últimas notícias