Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Sabrina Pessoa, Marcella Freitas, Carina Benedetti e Luiz Maza

Entenda por que a princesa Eugenie não usou véu com o vestido de noiva

No casamento, em 2018, a neta da rainha Elizabeth II optou por mostrar a cicatriz da cirurgia de escoliose nas costas

atualizado 05/08/2022 14:27

Princesa Eugenie com vestido de noiva. Na imagem, ela está de costas em uma escada, segurando um buquêPool/Max Mumby/Getty Images

Membro da família real britânica, a princesa Eugenie se casou com o empresário Jack Brooksbank, em uma cerimônia no Castelo de Windsor, há quase quatro anos. A neta da rainha Elizabeth II foi a primeira noiva da monarquia em décadas a não usar véu com o vestido de noiva. O que quase ninguém sabia é que havia uma intenção importante por trás da escolha: mostrar propositalmente a cicatriz da cirurgia de correção da escoliose nas costas.

Vem entender!

Giphy/Reprodução

 

O vestido da princesa no casamento foi criado exclusivamente pelos estilistas Peter Pilotto e Christopher De Vos. Para completar o visual, calçado de cetim com salto, da Charlotte Olympia.

Na cabeça, a princesa colocou a coroa de diamantes e esmeraldas Kokoshnik Greville Emerald, feita pela casa Boucheron para a Lady Margaret Greville. A joia foi dada à rainha Elizabeth II em 1942.

Princesa Eugenie
Eugenie é a nona na linha de sucessão ao trono britânico

 

Jack Brooksbank e princesa Eugenie
A princesa se casou com o empresário Jack Brooksbank, em outubro de 2018

 

Casamento da princesa Eugenie e Jack Brooksbank
A cerimônia, no Castelo de Windsor, reuniu personalidades como Naomi Campbell, Meghan Markle, Kate Middleton, Demi Moore, Ellie Goulding e Cara Delevingne

 

Príncipe Andrew e princesa Eugenie
A princesa Eugenie é filha do príncipe Andrew e neta da rainha Elizabeth II

 

Casamento da princesa Eugenie
Com modelito desenvolvido pelos estilistas Peter Pilotto e Christopher De Vos, a noiva não usou véu
Escoliose

Desde 2021, Eugenie se tornou a patrona real da Scoliosis Association UK. A princesa passou por uma cirurgia na coluna aos 12 anos. O procedimento, que deixou uma longa cicatriz, reparou a curvatura que a escoliose havia causado.

Em um artigo recente para o hospital Royal National Orthopaedic (RNOH), a britânica detalhou a experiência. “Ainda me lembro vividamente como me senti nervosa nos dias e semanas antes da operação”, recordou. “Meus problemas nas costas eram uma grande parte da minha vida, como seriam para qualquer criança”, completou Eugenie.

Atualmente, ela usa a própria experiência para gerar conscientização sobre a causa. “Sem o atendimento que recebi no RNOH, eu não teria a aparência que tenho agora; minhas costas estariam curvadas. E eu não seria capaz de falar sobre escoliose como faço agora, e ajudar outras crianças que me procuram com o mesmo problema”, reconheceu.

Princesa Eugenie em casamento usando vestido de noiva, de costas
No casamento, Eugenie deixou a cicatriz decorrente da escoliose à mostra

 

Cicatriz de escoliose da princesa Eugenie
Ela passou por uma cirurgia aos 12 anos

 

Casamento da princesa Eugenie
A princesa é atuante na causa de conscientização sobre o tratamento da patologia. “As crianças podem olhar para mim agora e saber que a operação funciona”, escreveu em artigo para o hospital Royal National Orthopaedic

 

Na cirurgia de oito horas, os médicos inseriram hastes de titânio em cada lado da coluna da princesa Eugenie, além de parafusos no topo do pescoço. Depois de três dias em terapia intensiva, ela ficou durante uma semana em uma enfermaria e seis dias usando cadeira de rodas, até voltar a andar.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a escoliose atinge mais de 50 milhões de crianças no mundo. No Brasil, mais de 1,6 milhão de pessoas enfrentam a patologia.


Colaborou Rebeca Ligabue

Mais lidas
Últimas notícias