metropoles.com

Líder do governo já tem resposta pronta ao STF sobre CPI do MEC

Senador Carlos Portinho deixou preparada uma resposta ao Supremo, caso a Corte tente obrigar a comissão a funcionar em período eleitoral

atualizado

Compartilhar notícia

Jefferson Rudy/Agência Senado
Bolsonaro Posse do senador Carlos Portinho
1 de 1 Bolsonaro Posse do senador Carlos Portinho - Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O líder do governo no Senado, Carlos Portinho (PL-RJ), já tem pronta uma resposta ao Supremo Tribunal Federal (STF), caso a Corte seja instigada pela oposição a decidir sobre o início do funcionamento da CPI do MEC na Casa.

À coluna, Portinho disse que seu gabinete já elaborou contra-argumentos, caso o STF tente obrigar que os líderes partidários indiquem os membros para cada uma das quatro CPIs criadas pelo presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Um dos argumentos será o de que é inviável ter quórum suficiente para indicar membros de cinco comissões. Boa parte do Senado estará focada nas campanhas eleitorais, e a presença durante os meses de agosto a outubro não será obrigatória.

A CPIs foram criadas na noite dessa quarta-feira (6/7), após Pacheco ler os requerimentos de criação. O acordo entre a maioria dos líderes do Senado, porém, é para que as comissões só comecem a funcionar de fato após as eleições de outubro.

Diante desse acordo, o líder da oposição, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), prometeu ir ao STF pedir que a Corte obrigue os líderes partidários a indicarem os membros da CPI do MEC e, assim, a comissão possa iniciar seus trabalhos.

No passado, a Corte já obrigou o presidente do Senado a indicar senadores para uma comissão de inquérito. Em 2005, Renan Calheiros (MDB-AL), que presidia a Casa à época, teve de designar nomes para a CPI dos Bingos.

Como mostrou a coluna, governistas já têm um “plano B”. Caso o Supremo obrigue a instalação da CPI do MEC, eles planejam eleger um presidente da comissão que, logo após abrir a comissão, suspenda os trabalhos até o fim das eleições.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comIgor Gadelha

Você quer ficar por dentro da coluna Igor Gadelha e receber notificações em tempo real?

Notificações