metropoles.com

Superior Tribunal Militar nega ação de vereador bolsonarista contra Felipe Neto

Decisão é da ministra Maria Elizabeth Rocha

atualizado

Compartilhar notícia

Divulgação
felipe neto
1 de 1 felipe neto - Foto: Divulgação

O Superior Tribunal Militar (STM) rejeitou nesta segunda-feira (9/8) uma notícia-crime do vereador bolsonarista Douglas Gomes, de Niterói (RJ), contra o youtuber Felipe Neto por ofensas ao comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do ar Carlos de Almeida Baptista Junior. A decisão é da ministra Maria Elizabeth Rocha, relatora do caso.

No último dia 20, Douglas Gomes acionou o STM contra Felipe Neto, alegando que o youtuber havia cometido três crimes por ofender o comandante da Aeronáutica nas redes sociais: dois do Código Penal Militar e um da Lei de Segurança Nacional. O vereador havia afirmado que Neto havia divulgado fatos “capazes de ofender a dignidade ou abalar o crédito das Forças Armadas”.

A ministra considerou que o vereador de Niterói não tem legitimidade para oferecer a notícia-crime, tampouco está relacionado com a alegada ofensa.

“Não possui o STM competência para determinar a abertura de processo criminal ou dar andamento à ação privada subsidiária da pública ofertada por quem não seja parte legítima ou interessada”, escreveu a relatora.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comGuilherme Amado

Você quer ficar por dentro da coluna Guilherme Amado e receber notificações em tempo real?

Notificações