">
*
 
 

O primeiro contato com um português parece ser uma viagem a um tempo antigo, com uma gentileza que nós, brasileiros, parecemos ter perdido ao longo das décadas. A primeira coisa que nos choca é a forma como eles se apresentam, com nome e sobrenome. “Muito prazer, Rui Alves”. “Francisca Borges, com muito gosto”.

O que, para nós, pode parecer uma certa arrogância, é na verdade polidez e formalidade. É muito comum, especialmente entre os homens, que sejam chamados pelo sobrenome. Em Portugal, eu sou o Senhor Pacheco. Na verdade, P’checo, comendo o “a” numa pronúncia à portuguesa.

Correspondências e e-mails terminam invariavelmente por um “Com os meus melhores cumprimentos, Fulano de Tal (obviamente com nome e sobrenome, afinal você não é filho de chocadeira!). Aprendi a concluir assim até os WhatsApps e SMS. Muito diferente dos nossos “Abs”, “Bjs” ou emoticons e emojis.

Até para pedir perdão, a impressão que se tem é que as desculpas são mais sinceras. Você não recebe um seco “desculpa” e, sim, um verdadeiro “peço desculpas.” São as nuances da língua portuguesa, mas fazem toda a diferença.

Às vezes, penso que se eu chegar dizendo “e aí, beleza, mermão?” ou “fala, meu!”, com um abraço apertado, serei classificado como um extraterrestre. Mas aí a gente entra na seara das diferenças dos códigos não verbais, corporais, o que é assunto para uma coluna inteira. E essa necessidade do toque é algo bem brasileiro.

Por outro lado, conquistada uma certa proximidade, prepare-se para receber muitos beijinhos. Assim mesmo, no diminutivo. É comum, ao se despedirem, portugueses e portuguesas dizerem: “Beijinhos!!!”. E as exclamações aqui foram o melhor jeito que encontrei para demonstrar a sonoridade musical dos “beijinhos”…

Portanto, não se sinta enciumado se alguém mandar “beijinhos” ao seu cônjuge ou companheiro. É absolutamente normal e sinal dessa gentileza delicada que se encontra por aqui.

Então é isso. Peço desculpas se não agradei. E muitos beijinhos! Até a próxima.



CulturaPortugal
 


COMENTE

Ler mais do blog