Ex-deputado Jean Wyllys faz live para defender direitos LGBT em quarentena

Ex-congressista estará nas redes sociais no domingo, às 19h, ao lado da deputada federal Erika Kokay (PT-DF), ativista dos direitos humanos

Deputado federal que abriu mão do mandato em 2019, também conhecido por ser militante dos direitos gays, Jean Wyllys (Psol-RJ) estará presente na live realizada pela deputada federal Erika Kokay (PT-DF) sobre o Dia Internacional contra a LGBTfobia. O bate-papo está marcado no próximo domingo (17/05), às 19h, nas conta oficial da congressista no Instagram.

A parlamentar do Distrito Federal também realiza uma campanha virtual para garantir visibilidade às histórias de violência contra a população gay, lésbica e trans e, com isso, abordar e questionar como esses episódios puderam ser superados, apesar dos traumas causados nas vítimas do crime.

“Precisamos transmitir uma mensagem de esperança em tempos de avanço do ódio”, explicou a deputada federal, militante das causas de direitos humanos.

Data histórica

Reconhecido mundialmente, o dia 17 de maio é foi quando a Organização Mundial de Saúde (OMS), ainda em 1990, deixou de classificar a homossexualidade como doença, o que foi considerado pelos militantes da causa um marco para a comunidade e o ativismo LGBT.

Até então, a orientação sexual era sempre relacionada ao sufixo “ismo”, o que foi derrubado após a determinação do órgão internacional.

Após a renúncia de Jean Wyllys, quem assumiu o mandato foi o agora deputado federal David Miranda (Psol-RJ), casado com o jornalista Glenn Greenwald, um dos principais jornalistas do portal The Intercept.

1/5
Principal opositora de Bolsonaro no DF, a deputada Erika Kokay (PT) é contra a proposta. “A reforma da Previdência não combate privilégios, não vai gerar empregos e muito menos tirar o Brasil da crise. Ela é cruel com as mulheres, as pessoas com deficiência e os trabalhadores de baixa renda. Meu voto é ‘não’, porque essa reforma vai aprofundar as desigualdades em nosso país”
A parlamentar é defensora dos direitos humanos
Jean Wyllys é homossexual assumido, mas abriu mão do mandato na Câmara dos Deputados por alegar ameaças de adversários
Ele é deputado federal pelo PSOL do Rio de Janeiro
Ele foi o suplente que assumiu a vaga e é casado com o jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept. Na foto, ele aparece com o distrital Fábio Félix