*
 
 

Na noite dessa segunda-feira (4/6), o CFDA Fashion Awards movimentou Nova York. O evento é tradição no mundo fashion e procura homenagear bons e novos talentos. A edição deste ano premiou personalidades como Naomi Campbell, Raf Simons, James Jebbia, Sander Lak, além de Donatella Versace e as irmãs Ashley e Mary-Kate Olsen.

A premiação foi polêmica. Afinal, quem ganhou o primeiro troféu de influenciadora foi a socialite e empresária Kim Kardashian – umas das maiores instagrammers da atualidade.

Além disso, o tapete vermelho da cerimônia decepcionou e a noite foi cheia de erros. As tão esperadas produções trouxeram pouco glamour, zero estilo e uma mistura entre o excesso de informação, recortes inusitados e escolhas que simplesmente não funcionaram.

Pensando nisso, separei os melhores e os piores looks para você!

Quer fazer um giro pelo CFDA Fashion Awards deste ano? Então, vem comigo!

Erros:

Getty Images

Kendall Jenner by Alexandre Vauthier. Gostei muito dos sapatos! Adorei a cor: um tom de nude puxado para o uva. Também apreciei a combinação da peça com o tom do vestido. No entanto, apesar da suavidade do lilás, a produção estava pesada. O look não valorizou em nada a jovem. O modelito a envelheceu e parecia estar com excesso, tanto de pano quanto de informação. A mistura entre as plumas, os detalhes em cetim e o corte assimétrico, além das mangas volumosas, foi um pouco demais para mim

 

Getty Images

Kim Kardashian de Rick Owens. Respeito e, às vezes, até aprecio o estilo de Kim. Mas confesso: fico com preguiça em certos momentos. O look deusa grega não caiu bem. Parecia estar usando um número a menos, e isso nunca é positivo. Aprecio as curvas da moça e até a ousadia das produções. Penso apenas que ela poderia vestir um número maior e dar um toque de sofisticação à produção. Quanto ao penteado, achei cafona e ultrapassado. Não gostei da cor das unhas, tampouco do anel e das pulseiras. Muito excesso e pouco glamour. Para não dizer que detestei o visual por completo, curti a cor e também o drapeado da saia. Teria acertado se a peça não parecesse estar explodindo

 

Getty Images

Kourtney Kardashian escolheu um look que, embora elegante, estava oversized. Sem falar no cabelo penteado para trás, que não favoreceu em nada a beleza da jovem americana

 

Getty Images

A atriz Busy Philipps com terno by Christian Siriano. Parecia ter vestido a cauda de uma sereia. Detestei. Também não gostei do corte da peça. Acho que boca de sino é uma coisa do passado, o cabelo está over, e a make, pesada. O blazer, apesar de cair bem nos ombros, sobra na parte da cintura

 

Getty Images

Claire Danes veste Narciso Rodriguez. A atriz e intérprete de Julieta, no longa Romeo e Julieta dos anos 1990, está gravida, mas isso nunca impediu ninguém de ter estilo. O vestido, largo em excesso, arrasta no chão e pesa no visual. Sem falar nas sandálias, muito esportivas para o look. Antes tivesse optado por um bom par de tênis. Estaria confortável, estilosa e seria puro luxury sport

 

Getty Images

A atriz e modelo Julia Garner usa Sies Marjan. Pareceu um daqueles picolés em forma de foguete que vêm em cores: branco, vermelho e azul. Errou inclusive nos sapatos: um pouco vitoriano demais para a atualidade

 

Getty Images

A atriz Madeline Brewer com vestido by Christian Siriano. Gostei dos sapatos, mas achei que a fenda estava muito centralizada. Também não curti o corte e essas aplicações. Sobre o verde, parecem árvores de Natal

 

Getty Images

A cantora Ciara usa Monse. Não sei realmente o que dizer. Ciara levou o desconstrutivismo a outro nível

 

Gtty Imagess

A modelo Gigi Hadid usou Versace, mas parecia mesmo uma personagem de circo. Provou que não basta apenas ser linda e magra para vestir bem uma produção direto da passarela, com as cores vibrantes do pop art. É preciso ter estilo, personalidade e um toque de glamour. Infelizmente, a top não demonstrou nenhum desses atributos. Consequentemente, não conseguiu carregar o catsuit da mesma forma que Michelle Pfeiffer o faria

 

Getty Images

A modelo Karlie Kloss com look by George Cortina. Mais um vestido que, sinceramente, parece grande e mal-acabado. Será uma nova tendência?

 

Getty Images

A modelo Lineise Montero veste Sies Marjan. O estilista foi premiado durante o evento, mas o modelo escolhido por Lineise me deixou em dúvida. Não gostei da combinação de cores. Curti menos ainda a escolha dos sapatos e o tom, em rosa ainda mais claro, da bolsa. Ela parecia desconfortável. Não apreciei nem mesmo a escolha do batom. Entristeceu o olhar e definitivamente não caiu bem com os tons do look

 

Getty Images

A modelo Martha Hunt com look by Thom Browne teria arrasado, não fosse a segunda saia. O vestido é bem bonito – digo, o corpete em renda com o que seria o início de uma saia gaiola, típica da era vitoriana. Já esse pedaço de cortina pendurado aí, não entendi e nem curti

 

Getty Images

A modelo Rosie Huntington-Whiteley com look Altuzarra. A angel da Victoria’s Secret fracassou quando juntou a calça de renda com um top assimétrico e cheio de recortes. A parte debaixo parecia um pijama, e a de cima, uma mistura entre blazer e tomara que caia. Estranho. Um grande passo para trás desde a aparição deslumbrante no Met Gala

 

Getty Images

Issa Rae, a apresentadora da noite, escolheu look by Jason Rembert. Para ser sincera, já cansei do azul-klein e do lurex. Gostei da assimetria dos ombros, mas teria deixado de fora a cauda de super-heroína, assim como o cinto preto

 

Acertos:

Getty Images

Joan Smalls by Brandon Maxwell. Misturar o casual ao glamouroso não é tarefa fácil, mas a cantora o fez com perfeição. Arrasou nos brincos com pegada street, misturando a peça com uma cropped de malha, joias exuberantes e uma maravilhosa saia de baile em fúcsia. Arrasou!

 

Getty Images

A angel Sara Sampaio com vestido do designer Gilles Mendel. Tom de rosa vintage, transparência, um pouco de babado e um toque de glitter – a mistura perfeita para a sofisticação. O look conta ainda com um belo decote e aplicações. Curti!

 

Getty Images

Lily Aldridge com look Bulgari. Chiquérrima! A renda fazia uma combinação perfeita com a delicadeza dos ombros e o comprimento da peça. A gola alta trazia ainda mais delicadeza ao visual, em marfim e todo bordado. Elegante, discreta e muito atemporal

 

Getty Images

Nada como um belo par de meias-calças. Reconheci o look by Alexander Wang de longe. Kaya Gerber parecia ter saído direto da passarela do estilista, que aposta sempre na produção da party girl. Adorei o estilo pijama chique do visual

 

Getty Images

Naomi Campell com o típico visual de Raf Simons para a Calvin Klein. As franjas, que muito lembram os pompons de líderes de torcida, aparecem na passarela do americano desde os desfiles de 2007. As últimas coleções têm abordado a cultura e política do país. Naomi estava deslumbrante em vermelho e foi premiada como ícone da moda

 

Getty Images

A modelo Winnie Harlow veste Tommy Hilfiger. Muito me lembrou dos looks da passarela da Calvin Klein, principalmente pelo uso do tactel em vestidos de festa. Gostei bastante da cor

 

Getty Images

A modelo Josephine Skriver by Zuhair Murad. Mais uma dessas escolhas que não têm erro. Tom de nude, tule e aplicações. Gostei também do detalhe dos sapatos baixos

 

Getty Images

A atriz Lupita Nyong’o foi uma das mais bem-vestidas da noite. O Versace estruturado com saia-gaiola e cintura marcada apresentava as cores do surrealismo inconsciente. A mistura do shape de séculos passados com estampa mais contemporânea traz aquele mix do novo com o antigo – que eu adoro 

 

Getty Images

A angel Alessandra Ambrosio, de Tommy Hilfiger, apareceu deslumbrante. A pegada do quimono em lantejoulas era estilosa e inusitada. Ficou muito bem com os sapatos pretos, que trouxeram um toque de sensualidade com as tiras amarradas no tornozelo

 

Os erros foram muitos, mas, em compensação, vimos grandes acertos também.

Para outras dicas e novidades sobre o mundo da moda, não deixe de visitar o meu Instagram. Até a próxima!

Colaborou Rebeca Ligabue



 


modatapete vermelhoCFDA Fashion Awards