Suspeita de envenenar enteados tem prisão mantida pela Justiça do RJ

Cíntia Cabral é suspeita de envenenar dois enteados e Polícia investiga outras duas mortes. Ela foi presa na última sexta-feira (20/5)

atualizado 22/05/2022 23:23

Rio de Janeiro- O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) decidiu manter a prisão de Cíntia Mariano Dias Cabral, acusada de matar a enteada e envenenar enteado na zona oeste do Rio de Janeiro.

0

Detida em Benfica desde a última sexta-feira (21/5), Cintia passou por uma audiência de custódia na tarde deste domingo (22) e vai continuar presa. Ela é suspeita de envenenar os dois enteados com chumbinho no feijão, num intervalo de dois meses.

Ao G1, o advogado de Cintia disse que vai pedir a revogação da prisão e falou que sua cliente se “declara inocente” e que “em nenhum momento informou ou confirmou o fato”, segundo Carlos Augusto Santos.

Relembre o caso

Fernanda Carvalho, de 22 anos, foi internada em 15 de março com tonteira e dificuldades para respirar. Ela permaneceu internada por 12 dias e morreu no hospital, em função de uma parada cardíaca.

Bruno, irmão de Fernanda, um adolescente de 16 anos, também apresentou sintomas semelhantes ao dar entrada no Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, na zona oeste carioca. Ele chegou a ser intubado, mas conseguiu sobreviver.

O adolescente teria relatado que começou a passar mal após um almoço na casa da madrasta, em maio. Ele conta que teria comido um feijão amargo e com pedrinhas azuis.

A Polícia Civil investiga também se Cintia matou o ex-companheiro e uma vizinha, que perderam a vida de repente.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

 

Mais lidas
Últimas notícias