Sem dinheiro, menino cria seu próprio álbum da Copa e emociona família

Criança de 8 anos mora em Goiânia. Pai diz que filho é apaixonado por futebol, mas família não tem condições para comprar o produto

Apaixonado por futebol, um menino de 8 anos usou a criatividade para realizar um sonho, em Goiânia. João Gabriel usou papel, tesoura e lápis de cor para desenhar um álbum da Copa do Mundo de 2022, por causa da falta de condições da família para comprar o produto.

No álbum improvisado de João, pintado com o fundo amarelo, o desenho de Neymar sorri, ao lado de craques como Tite, Messi, Gabriel Jesus e até o Pelé.

1/2
Figurinhas desenhadas para álbum improvisado da Copa do Mundo 2022
Menino de Goiânia, Goiás, desenha álbum de figurinhas da Copa do Mundo 2022

Pai do menino, o feirante João Teixeira contou que a família não tem dinheiro para comprar o produto que caiu no gosto não só de crianças, mas também de muitos adultos. Ele disse que ficou muito surpreso com a criatividade do filho.

“Passou uma reportagem sobre o álbum da Copa e ele disse que queria um álbum. Eu cheguei do serviço e ele disse que já tinha um. Quando fui ver, ele me explicou que fez desenhado”, contou o pai ao g1.

A família de João Gabriel vive com cerca de um salário-mínimo por mês, com a venda de hortaliças. Para completar o álbum, João Gabriel gastaria mais da metade da renda mensal da família. O pai do menino disse que o gasto é inviável para a família.

“Não tem como não emocionar, a felicidade é tanta que eu fico sem palavras de ter alguém com tanta criatividade”, alegrou-se.

No último domingo (29/8), João Gabriel colocou no álbum as últimas figurinhas desenhadas por ele. “Ele fez as figurinhas e colocou o nome de cada jogador. Fez até dos juízes. Eu nem acreditei”, completou.

Nas bancas e na internet, cada pacote de figurinhas vale R$ 4 reais. A depender do formato, o álbum custa de R$ 12 a R$ 44. Para completar o livro, são necessárias 670 figurinhas. João Gabriel precisaria juntar pelo menos R$ 536, sem contar que podem vir figurinhas repetidas nos pacotes.