Prefeito em MS “fura-fila” do grupo prioritário e recebe vacina

Prefeito Valdir Júnior justificou que tomou a vacina para incentivar indígenas das aldeias de Nioaque

atualizado 22/01/2021 13:01

Reprodução/Facebook

Sabe aquela sensação de que muitos irão aproveitar cargos e poder para entrar na frente e serem imunizados antes de quem mais precisa? Em Mato Grosso do Sul, o prefeito de Nioaque, Valdir Couto de Souza Júnior (PSDB), foi o primeiro a ser denunciado por ‘furar a fila’ do grupo prioritário e se vacinar contra o coronavírus na frente.

O gestor da cidade, de 37 anos, pode ser investigado pelo Ministério Público do Estado pelo ‘mal feito’ durante o início da campanha em uma aldeia indígena de Nioaque.

Leia mais em Topmídia News, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias