Para ministro, não há risco de nova greve dos caminhoneiros

Titular da pasta de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque diz: "As informações que recebi são de que a situação está sob controle"

atualizado 16/12/2019 16:13

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Nesta segunda-feira (16/12/2019), a percepção do Palácio do Planalto é que não há sinais de greve dos caminhoneiros pelo país, apesar de que algumas lideranças da categoria, ligadas a sindicatos, terem dito que ainda planejam paralisações.

“As informações que recebi são de que a situação está sob controle e não está causando nenhum problema ao ir e vir, à segurança energética e no setor econômico”, disse o ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque.

Prometida para 5h desta segunda, a greve dos caminhoneiros não conquistou o apoio da categoria. Por volta das 10h, não havia registro do movimento pelas estradas do país.

Inicialmente, a Central Única dos Trabalhadores do Rio de Janeiro (CUT-RJ) anunciou a greve. O grupo reclama do aumento do preço do combustível.

Em estados como Espírito Santo, Mato Grosso e Rio Grande do Sul, lideranças locais descartaram adesão ao movimento. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) ainda não divulgou balanço nacional sobre o caso. Em 2018, a categoria parou por 11 dias. (Com informações da revista Veja)

Últimas notícias